Aleteia

Como eu soube que me apaixonei pela pessoa certa?

Shutterstock
Compartilhar
Comentar

O relato sincero de um homem

Como homem, eu sabia que deveria encontrar alguém que me incentivasse a ser um líder, a trabalhar, a estudar, a ser, grosso modo, um homem bíblico. O mais engraçado é que, embora eu já estivesse completamente apaixonado por ela, essa moça não sentia o mesmo por mim; o que eu acho muito bom, afinal, o homem tem que conquistar.

Digo isso não para gabar-me de tê-la conquistado, mas para dizer que vocês, moças piedosas, têm que ser difíceis, mesmo. Não entreguem seus corações a qualquer homem. Valorizem-se, ainda que isso lhes custe algum tempo “sozinhas”. Saibam que o homem certo lutará bravamente por vocês, mesmo que leve semanas, meses ou, quem sabe, anos – lembre-se da história de Jacó, que trabalhou por 7 anos para ter Raquel, “(…) mas lhe pareceram poucos dias, pelo tanto que a amava”, (Gn 29, 20).

Eu me lembro de dizer a mim mesmo e à moça, que não iria me apaixonar, já sabendo, bem lá no fundo, que estava. Comecei a me aproximar aos poucos, com algumas brincadeiras, fazia-a rir por sentir que ela estava triste; e realmente estava, eu percebia isso. Comecei a perceber que ela gostava da minha companhia, mesmo que não demonstrasse muito bem. E isso foi algo que me impulsionou a continuar tentando conquistá-la.

Depois de alguns dias, tentamos nos afastar, e, com isso, percebemos o quanto estávamos apegados, pois sentimos muita falta um do outro. Ela voltou para esclarecer tudo o que estava acontecendo, e eu disse que não iria mais querer fazer isso, que iria ajudá-la com as coisas que passaram, que seria diferente de todos aqueles que deixaram-na sozinha nos momentos em que mais precisou de alguém.

Enfim, eu soube que me apaixonei pela pessoa certa porque esta me aproximou mais de Deus, me incentiva a ser um líder, um amigo e, futuramente, um bom marido. Ela me auxilia com os meus problemas, medos e tudo da minha vida, ainda que, às vezes, eu tenha dificuldade de me abrir.

Hoje, ela sabe de tudo sobre mim, e eu sobre ela, não escondi nada, porque confio nela, e sei que é recíproco. O nosso relacionamento será para honrar e glorificar a Deus, e não um meio onde colocamos os sentimentos acima de tudo, isto é, um meio de autossatisfação.

Moças,

continuem orando e sejam pacientes.

 

(via Alma com flores)

Boletim
Receba Aleteia todo dia