Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sábado 31 Outubro |
Beato Domingos Collins
home iconAtualidade
line break icon

Igreja nega funeral público para chefão da máfia Toto Riina

TOTO RIINA

Alessandro FUCARINI / AFP

A picture taken on March 8, 1993 shows mafia boss Salvatore "Toto" Riina during his trial at the high security prison Ucciardone in Palermo. Former "boss of bosses" Toto Riina, one of the most feared Godfathers in the history of the Sicilian Mafia, died early on November 17, 2017 after battling cancer, according to Italian media reports. Riina, 87, who had been serving 26 life sentences and is thought to have ordered more than 150 murders, had been in a coma and his family had been given permission by Italy's health ministry Thursday for a rare visit to say goodbye. / AFP PHOTO / Alessandro FUCARINI

Agências de Notícias - publicado em 19/11/17

A decisão foi baseada em uma diretriz do papa Francisco, que excomungou em junho de 2014 todos os membros da 'Ndrangheta'

A Igreja Católica italiana se negou a celebrar um funeral público para um dos mais temidos e violentos chefões da máfia siciliana, Toto Riina, que faleceu nesta sexta-feira aos 87 anos.

“Está descartada a possibilidade de um funeral público”, declarou o porta-voz da Conferência Episcopal Italiana, monsenhor Ivan Maffeis.

A decisão foi baseada em uma diretriz do papa Francisco, que excomungou em junho de 2014 todos os membros da ‘Ndrangheta, a poderosa máfia calabresa, durante uma visita a esta região do sul da Itália.

“Se a família desejar, um religioso pode acompanhar, porque isto não se nega a ninguém”, disse Maffeis.

Para o bispo, um funeral público provocaria “confusão” entre os católicos.

O Vaticano estuda desde junho uma medida para excomungar todos os mafiosos e corruptos, independente do país de origem.

Até o momento, os mafiosos não são excomungados ‘latae sententiae’, ou seja, automaticamente, pelas ofensas cometidas. Mas não têm acesso aos sacramentos por seu “estado e condição de vida”, de acordo com a doutrina.

Bispos locais também excomungaram mafiosos sicilianos ou da Campania – a região de Nápoles -, mas a Igreja ainda não tem um documento jurídico de valor universal.

(AFP)

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Brasileira Simone Barreto Silva é vítima de ataque terrorista na catedral de Nice
Reportagem local
Brasileira é vítima no ataque terrorista na c...
Reportagem local
França: atentado na basílica de Notre Dame em...
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Pe. Robson de Oliveira
Francisco Vêneto
Defesa desmente Fantástico, da TV Globo, em n...
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
Reportagem local
Corpo incorrupto de Santa Bernadette: o que o...
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia