Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sexta-feira 27 Novembro |
São Máximo de Lérins
home iconHistórias Inspiradoras
line break icon

Sobrevivente da Chapecoense: "Preciso me redescobrir e respeitar o meu corpo"

Jakson Follmann e Papa Francisco

Jakson Follmann / Facebook (Fair Use)

Reportagem local - publicado em 21/11/17

É sempre possível transformar uma tragédia em recomeço

O atleta Jakson Follmann, que era goleiro da Chapecoense até o acidente que matou 71 pessoas há quase um ano, viveu nos últimos meses, provavelmente, a fase mais intensa do seu Campeonato da Vida. Foram grandes vitórias, como o encontro com o Papa Francisco e o casamento que emocionou o mundo no mês passado, e grandes provações, como a amputação da perna direita, a reabilitação após a implantação de uma prótese e, é claro, o trauma de perder de modo tão brutal dezenas de companheiros.

VEJA TAMBÉM:

Sobrevivente da Chapecoense, goleiro Follmann finalmente se casou neste sábado, em cerimônia arrepiante

Casamento de Jakson Follmann
Facebook Passarela Espelhada - Fair Use

Follmann encarou de frente o desafio de retomar a vida pessoal e familiar depois de uma experiência de impacto imensurável, e, nesse desafio, vêm incluídos os muitos dilemas ligados à construção de uma nova carreira.

O ex-goleiro tem falado, em diferentes entrevistas, sobre a vontade de se redescobrir como atleta. A amputação da perna direita e algumas sequelas que fragilizaram o tornozelo esquerdo pedem uma alternativa de menor impacto. O que surge no horizonte é a natação.

Follmann diz que não consegue se ver como “ex-atleta”, mas, ao mesmo tempo, observa que é cedo para pensar na paralimpíada, já que sofreu 13 fraturas e fez cirurgias no tornozelo há pouco mais de 6 meses. “Preciso respeitar o meu corpo“, reconhece.

Alguns dias atrás, Follmann treinou com bola pela primeira vez após o acidente, o que foi um marco inspirador em seu processo de recuperação. Ao site GloboEsporte.com, ele declarou:

“Preciso me redescobrir dentro do esporte. Tenho uma complicação no tornozelo esquerdo, perdi 80% dos movimentos. Não posso ter muito impacto. Tenho uma haste de 26 centímetros, perdi osso, tenho quatro parafusos e enxertei pele. Era para ter amputado. Por incrível que pareça, a prótese ajuda meu tornozelo”.

Com simplicidade e naturalidade, Jakson Follmann testemunha que é sempre possível transformar uma tragédia em recomeço.

No final deste mês, o acidente que comoveu o mundo inteiro completa um ano. Peçamos a Deus que continue dando força e coragem aos sobreviventes, amparando e consolando as famílias de todos aqueles que faleceram e inspirando em todos nós a fraternidade, a solidariedade e o amor pela vida que, em meio a tanta dor, conseguiu mostrar que pode ser mais forte do que a morte.

Tags:
ChapecoenseEsperançaSuperaçãoTestemunhoVirtudes
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Jesús V. Picón
Padre com câncer terminal: perde os olhos, ma...
Papa Francisco com máscara contra covid
Reportagem local
As 3 “covids” do Papa Francisco
MARADONA
Pablo Cesio
Pelé sobre Maradona: "Espero que um dia jogue...
WEB2-COMMUNION-EUCHARISTIE-HOSTIE-GODONG-DE354465C-e1605635059906.jpg
Reportagem local
Internado na UTI, Pe. Márlon Múcio continua c...
John Burger
A melhor maneira de contar a seus filhos a ve...
MARYJA
Philip Kosloski
A melhor oração mariana para quando você prec...
POINSETTIAS,CHRISTMAS,ALTAR
A. J. Clishem
O segredo do grau de inclinação da cabeça de ...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia