Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Amar vale a pena?

couple hugging
By lissa93 | Shutterstock
Compartilhar

O amor pode ser assustador, mas ainda assim, ame intensamente

Abra seu coração e ame.

Derrube suas paredes.

Baixe sua guarda.

Diminua qualquer barreira que esteja no seu caminho.

Ame ferozmente e sem medo, não compre qualquer ideia sobre como o amor deveria ser. Permita-se se apaixonar e siga seu instinto.

Amar pode ser amedrontador às vezes.

Cair na incerteza de que seus sentimentos não estão sendo retornados ou dar todo seu carinho, de todo o coração, sem nenhuma expectativa pode ser bastante assustador.

Mas de qualquer forma, ame.

Ame mesmo quando as preocupações mais obscuras o consomem.

Ame mesmo quando essa felicidade que você tem, esse amor que você encontrou e essa alma gêmea que você identificou estão fugindo de você.

Ame mesmo quando você se questiona se é boa o suficiente ou se merece esse amor. Ame mesmo quando todas as dúvidas se aproximam.

Ame!

Mesmo quando você derrama todo seu afeto, que transborda, em alguém que possa mudar de ideia amanhã.

Ame mesmo quando todas as inseguranças falaram mais alto.

Ame!

Mesmo quando você tá cada pedaço de você mesmo a essa pessoa que pode virar as costas para você.

Ame mesmo quando estiver ocupada demais planejando seu futuro.

Eu sei que você não quer isso. Eu entendo. Entendo que você nunca quer ser pega com a guarda baixa. O pior tipo de desgosto é o amor que vai embora.

Você está com medo de dar o melhor de si apenas para ser deixada com nada.

Você tem medo porque é realmente aterrorizante amar tão profundamente: por ficar nua nas suas vulnerabilidades, por ter a possibilidade de se arruinar, por estar fora de controle, por ter a chance de ter o coração partido.

Mas às vezes a solução é simplesmente amar mais.

Ame sem restrições, sem reciprocidade, sem expectativas. Em meio à incerteza, confie em sua jornada que tudo vai acabar como supostamente deve ser.

Enfrente cada obstáculo que bloqueie seu caminho e nunca perca a fé. Em cada obstáculo, seja você mesma e dê o melhor de si para não viver com arrependimentos.

Porque às vezes o melhor remédio para o medo do desconhecido é simplesmente abraçá-lo.

Saiba como você está se sentindo e pense nas razões pelas quais você se sente assim. Afirme que você é maior do que qualquer coisa que esteja te assombrando, e então, apenas deixe-as irem embora.

Cuide da pessoa com quem você está, porque o agora é tudo que você tem.

Na cena do amor moderno, nunca tenha medo de ser a pessoa que se importa mais, que vai além e que ama sem se proteger.

Seja a pessoa que escreve de volta, faça o primeiro movimento, confesse todo seu sentimento. Revele sua emoção, mostre seu eu mais autêntico e seja vulnerável.

Demonstre seu amor todos os dias. Vista seu amor e faça o que é certo para você. Ouça sua própria voz e viva sua própria verdade.

E nunca se conforme com uma vida abaixo do seu grande e generoso amor.

Nunca ceda às emoções obscuras. Nunca desista de se esforçar para alcançar a vida que você sabe que merece.

Nunca pare de escolher o amor.

É preciso abrir o coração se se sentir confortável em sua própria pele. Você precisa desistir de seus medo para alcançar todo o amor que está bem além dos seus sonhos mais selvagens.

Escolha sempre o amor acima de tudo.

Pois o amor, o grande amor, o todo-consumidor e bonito amor em que você acredita, é sempre valioso.

(Este artigo é uma tradução do Awebic do texto originalmente publicado em Thought Catalog escrito por Liane White. Via Awebic)