Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sábado 13 Agosto |
São Ponciano
Aleteia logo
Histórias Inspiradoras
separateurCreated with Sketch.

Médico, 91 anos e aposentado. Mas trabalha de graça no hospital

DOCTOR

VayaAspirina - Twitter

Esteban Pittaro - publicado em 01/12/17

Quando você quiser saber o que é vocação, lembre-se deste senhor

Uma foto que conta muitas histórias. Luis Schapira tem 91 anos de idade. É médico há 67 anos, e se aposentou formalmente há 27. Porém, todas as manhãs, ele atende gratuitamente no Hospital Fernández, um hospital público de Buenos Aires.

Provavelmente ele nem tenha visto quando uma usuária do Twitter tirou uma foto dele esperando o elevador apoiado em sua bengala.

“Quando você quiser saber o que é a vocação, lembre-se deste médico aposentado que continua vindo ao hospital voluntariamente”, escreveu @VayaAspirina.

A neta do senhor Luis viu a foto no Twitter e comentou: “Meu avô. 91 anos. A melhor pessoa do mundo, sem dúvidas”.

A história viralizou e um jornal fez uma entrevista com o médico.

“Continuo indo [ao hospital] porque amo a Medicina e o hospital público. Gosto de aprender, embora saiba que me restam poucos anos para trabalhar. Continuo estudando e adoro ouvir os jovens a quem me dirigi quando fizeram a residência. As manhãs são os momentos mais lindos dos meus dias”, disse o senhor Luis ao jornal La Nación.

Depois da publicação, outras histórias semelhantes surgiram nas redes sociais. “Meu pai, que é psiquiatra com quase 86 anos, continua atendendo gratuitamente no Hosp. Penna. Só deixou de ir dois meses ou menos depois de uma cirurgia de urgência. Vocação pura”, escreveu uma usuária com o nome de Silvina.

Outra usuária, Mônica, lembrou que o pai dela, já falecido, fazia a mesma coisa: “Meu velho também era psiquiatra. Dos antigos. Morreu em 1985 aos 82 anos. O hospital era a vida dele”.

Médicos apaixonados pelo hospital, que mesmo depois da aposentadoria decidem continuar ajudando porque sabem que tantos anos de conhecimento e experiência ainda podem dar frutos, são encontrados em várias partes da Argentina e do mundo.

A paixão pela profissão parece estar na alma, não há outra explicação para algo tão abençoado quanto a vocação, que, em muitos casos, transcende os anos de remuneração que a profissão permite.

Tags:
TrabalhoVocação
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia