Aleteia

Sites de TV: telenovela “Apocalipse” ataca Igreja católica e fracassa na audiência

Reprodução via site TV em Foco
Compartilhar
Comentar

Colunistas dedicados a assuntos televisivos avaliam baixa audiência da produção do grupo de Edir Macedo e destacam seus ataques explícitos ao catolicismo

A novela Apocalipse“, da TV Record, está despencando nos índices de audiência desde que estreou. Embora fosse apresentada como uma “superprodução” que arrebataria o primeiro lugar entre os programas mais vistos do Brasil, a novela tem ficado em terceiro lugar segundo a medição do Ibope, atrás de Globo e SBT.

Sites dedicados exclusivamente a assuntos de entretenimento televisivo, como “TV em Foco“, dizem que um dos motivos principais da baixa audiência são as modificações no roteiro impostas pela ingerência de autoridades da Igreja Universal do Reino de Deus, fundada pelo assim chamado “bispo” Edir Macedo. Ele é o dono da emissora. Segundo o site, a própria autora da novela, a evangélica Vivian de Oliveira, tem sido surpreendida ao ver que estão indo ao ar cenas e falas que ela nunca escreveu.

O site “O Planeta TV” informa que, desde a estreia, a novela já perdeu cerca de 40% da audiência que tinha obtido no primeiro capítulo, quando conseguiu chamar a atenção com a promessa de muitos efeitos especiais. O capítulo inicial mostrou até um tsunami, a respeito do qual, porém, o colunista Nilson Xavier, apontado como “um dos maiores especialistas brasileiros em telenovela”, escreveu:

“O tsunami que abriu a novela serviu apenas para chamar a atenção do público para a estreia, já que em nada contribuiu para a trama e a sequência foi toda muito rápida. Soou gratuita”.

Outro colunista especializado em televisão, Flávio Ricco, do UOL, observou que a novela tem atacado explicitamente a Igreja católica:

“’Apocalipse’, em relação às novelas religiosas da Record exibidas até aqui, está sendo aquela com maior presença da Igreja Universal [do Reino de Deus – IURD] – não por acaso os tantos fuzilamentos que o catolicismo vem recebendo em praticamente todos os capítulos (…) Se já não bastassem todos os horários usados pela IURD em suas emissoras e nas tantas outras em que aparece como concessionária, agora ela se faz valer também das novelas – e em ‘Apocalipse’ muito mais – como novo palco das suas pregações. O ataque à Igreja católica, como vem acontecendo, é também um ataque a 64,8% da população ou a 123 milhões de brasileiros, segundo o último censo do IBGE”.

Com boa dose de razão, esse colunista deu o seguinte título-resumo ao seu artigo: “Tática suicida: Record usa novela para atacar Igreja Católica“.

Alguns dos aspectos da telenovela que são direcionados a atacar a Igreja podem ser conferidos neste artigo: “Nova telenovela da Record insinuaria que o Papa é o anticristo”.

Concorrência, porém, também é parcial e tendenciosa

As outras emissoras brasileiras de maior audiência segundo o Ibope, no entanto, passam longe de ser opções de qualidade no tocante à isenção e objetividade de conteúdo.

A TV Globo segue na berlinda por escancarar cada vez mais a sua real posição de parcialidade e enviesamento ideológico em temas fundamentais para a sociedade, como família, amor, sexualidade e conceito de pessoa humana. São crescentes os protestos e boicotes de famílias que não aceitam a forma impositiva com que o canal carioca tem insistido em empurrar ideologias subjetivistas e relativistas, notadamente a de gênero, como se fossem absolutas e científicas, tanto em sua programação de entretenimento quanto nos programas supostamente “jornalísticos”. A Globo tem priorizado defensores da sua visão de mundo em detrimento de quem a questiona, ou, em todo caso, evita dar espaço aos críticos que apresentam os argumentos mais objetivos contra as falácias contidas em suas novelas e matérias ditas “informativas”. Foi o que se viu, por exemplo, numa polêmica edição do Fantástico durante a qual foi disparada contra o público uma aberrante lista de informações manipuladas a respeito do aborto. Confira aqui e aqui.

Líderes religiosos de diversos credos têm denunciado abertamente as manipulações veiculadas pela emissora. Dentre os católicos, dom Celso Marchiori, bispo da diocese paranaense de Apucarana, declarou que “a Rede Globo é um demônio dentro de nossas casas”. O Pe. Zezinho, um dos sacerdotes mais conhecidos e queridos do Brasil, divulgou com firmeza a sua opinião crítica sobre os ataques da Globo contra o conceito natural de família.

CC
Compartilhar
Comentar
Boletim
Receba Aleteia todo dia