Aleteia

Sou cuidada por Deus da forma mais linda que poderia ser

Compartilhar
Comentar

O maior erro que cometi não foram as escolhas ruins que fiz, mas pensar que Deus estava longe e que o seu amor por mim já não existia mais

Eu fecho os olhos, respiro fundo e agradeço a Deus por estar sempre comigo. Já perdi a conta de quantas vezes fiz escolhas ruins e colhi os frutos dessas escolhas e, apesar disso, nunca fui abandonada ou deixada em segundo plano por Deus. Na maioria das vezes, não entendo o que Ele está fazendo, mas ao invés de questionar, prefiro confiar e descansar.

Já fui para a esquerda, quando deveria ter ido pela direita. Já entreguei o meu coração para quem nunca o mereceu. Já pensei que estava sozinha e já culpei quem não devia por minhas dores. Quantas vezes chorei no meu quarto acreditando cegamente que eu não era amada por Deus, que eu não era bonita o suficiente, que eu não era boa o bastante, que eu nunca me recuperaria das decepções, que os meus sonhos deveriam estar mortos, que as minhas feridas não seriam curadas e que ninguém, jamais, estaria esperando por mim. Foram tantas as vezes que estive errada e tantas as vezes que fui perdoada.

Carreguei bagagens que Deus não havia me dito para carregar. Confiei em que não devia, pensei estar fazendo o que era certo e quando me dei conta de que estava errada, era tarde demais, o estrago já havia sido feito em meu coração. Percebi que a estrada onde eu me encontrava era bonita, mas estava me levando para um abismo, assim como a companhia que pensei ser a melhor. Muitas vezes, fui avisada por Deus, mas ignorei todos os avisos, todas as placas de alerta e pare.

Quando olhei para todos os lados e pensei estar sozinha, sem ninguém para me socorrer, Deus me surpreendeu e me socorreu. Eu disse a Ele que não merecia, que os meus erros me faziam se sentir envergonhada e suja, que não queria dar trabalho e perturbá-lo, mas Ele segurou a minha mão, me ajudou a levantar, limpou a minha roupa e a minha alma ambas sujas, renovou o meu coração e a minha fé, me deu a paz e a alegria de aguardar por mais um dia.

Eu fui e continuo sendo cuidada por Deus da forma mais linda que poderia ser. O maior erro que cometi não foram as escolhas ruins que fiz, mas pensar que Deus estava longe e que o seu amor por mim já não existia mais. No final das contas, percebi que não é Ele quem se afasta, mas eu que vou para longe sem ao menos perceber. Com Deus é assim, Ele fica, nunca vai. O seu amor não é passageiro, mas permanece para sempre.

 

(via Prosa e Poesia)

Compartilhar
Comentar
Boletim
Receba Aleteia todo dia