Aleteia

10 surpresas da adoração frequente

Compartilhar
Comentar

Acredite: você vai se apaixonar ainda mais por Jesus Eucaristia!

A Eucaristia é descrita no Catecismo como a “fonte e ápice” da nossa fé. Encontrar o tempo para ir a Adoração pode ser difícil. Mas se você conseguir fazer isso acontecer, comprometer-se a ir a  Adoração regularmente, com coração aberto, podem acontecer alguns resultados surpreendentes.

Enquanto eles estavam comendo, Ele tomou o pão, e depois de uma bênção Ele partiu o pão, e entregou a eles e dizendo: “Pegue-o; Este é o meu corpo. “E quando Ele tomou o vinho e deu graças, Ele deu a eles, e todos beberam disso. E disse-lhes: Este é o meu sangue, o sangue da aliança, que é derramado por muitos. (Marca 14: 22-24)

Na cultura de hoje, a ideia de progresso interior é drasticamente subestimada; muitas vezes é considerado um desperdício de tempo ou algo de nossos antepassados ​​ingênuos. Geralmente, apenas o progresso exterior e mais palpável vale a pena. A principal diferença entre os dois (material e espiritual) é que o progresso material permanece fora de você. Ele oferecerá certas sensações positivas, mas sempre colorido com um tipo de ocorrência passageira e inconsistente. Um progresso interior, por outro lado, significa que é você quem é mudado. O tempo que você gasta adoração pode surpreendê-lo de dez maneiras:
1. Você desenvolve a capacidade de admirar e se maravilhar.
© Rino Peroni / Flickr
Não há nada como a atmosfera de uma capela ou igreja tranquila, o cheiro de incenso e o esplendor da custódia para ajudá-lo a entender a verdade do que está acontecendo na Adoração. Estamos verdadeiramente diante de Jesus Cristo, Seu Corpo, Sangue, Alma e Divindade. Quanto mais você afunda nesse silêncio na frente do Anfitrião, mais você perceberá que a única resposta é admiração e maravilha pela grandeza de nosso Deus.
Para tal é fundamental o silêncio, Deus está no silêncio e é afundando em silêncio adorador que podemos nos conhecer e conhecer a Deus. É preciso muita coragem, determinação interior e entrega para permanecer em silêncio diante de Deus e combater com Ele e diante dele todas as nossas imperfeições, mazelas e distrações. O verdadeiro louvor e adoração acontece no silêncio do coração, que deve ser ajudado pelo silêncio exterior, esse silêncio gera alegria verdadeira, que alimenta… muito diferente de euforia, que embora cause rompantes de emoção e choro, passa e não causa mudança interior efetiva.
Que diante do Senhor toda língua emudeça no Céu, na Terra e no Inferno.
 
2. Você experimenta a paz em outras áreas de sua vida
© Pete Slater / Flickr
Jesus disse: “A paz esteja convosco” (João 14:27). A paz externa que podemos experimentar na Adoração (o silêncio e a quietude) atinge muito mais. Isso leva a uma paz interior que afeta todas as áreas de nossas vidas. Isso não significa que tudo em nossa vida seja perfeito e sem sofrimento, mas a paz de Cristo significa que sabemos que as tempestades da vida não podem nos abalar.
3. Você começa a olhar para o exterior
© Ronnie Macdonald / Flickr
Jesus nos disse para “amar uns aos outros como eu vos amei”. (João 13:34) Passar o tempo na Adoração nos conecta com o mundo inteiro – afinal, estamos passando um tempo com o Criador de todas as coisas! Mais tempo louvando e adorando a Deus significa que você pode olhar além de suas próprias preocupações e ver as necessidades dos outros em sua vida e no mundo em que vivemos.
 
4. Você pode ficar entediado às vezes! Pasme!
© Stuart Richards / Flickr
É normal! E é hora de crescer!
Haverá momentos em que a Adoração pode ser qualquer coisa, exceto gloriosa. Você se distrai, sua mente começa a vagar, você pode ouvir alguém chorando ao seu lado. Talvez no início, a Adoração estava cheia de sentimentos maravilhosos, mas depois… não! Adoração regular é fazê-la um hábito, faz parte da rotina, o que pode levar deixá-la sem brilhos especiais… sim é verdade. Mas isso não desvaloriza ou tira a verdade do que é Adoração.Nossa fé é mais do que sentimentos e Deus ainda estará trabalhando em você. Esta é a beleza da Encarnação – Deus se fez homem, entrando em todos os nossos estresses, medos, problemas – e sim, também no tédio. Saiba que, mesmo que em uma hora passada na Adoração você se veja retornando a Ele a cada poucos minutos, quando sua mente vagueia, você ainda está dando a Deus o melhor presente que você pode – seu tempo e companhia.
E lembre-se, apesar dessa onda sentimental que permeia a vivência da fé hoje na Igreja, a fé católica não se baseia em sentimentos, em escutar Deus falando com você a todo tempo, em ver luzes, pessoas, anjos de luz ou a Santa Virgem (se é que são mesmo eles). A história dos santos e da Igreja mostram justamente o contrário, Deus realmente se cala muitas e muitas vezes, nos mostra as coisas mais por fatos da vida cotidiana que por sinais sobrenaturais e sim você pode ir para a Adoração e sentir sensações agradáveis como pode – e vai acontecer muitas vezes – não sentir nadaE está tudo bem, basta perseverar, deixar de acreditar em sensibilidades bestas e ter fé, não somos uma religião que visa o bem estar sensível, sinto muito, mas é verdade. O justo vive pela fénão precisamos de sinais, de prodígios, de arrebatamentos, de visões e sinais sobrenaturais para amar e adorar a Deus.Fé que precisa de tal coisa não e fé. E não acredite em todo mundo que diz ver e escutar coisas, leia mais a vida dos santos e perceba que a ação de Deus possui alguns sinais, alguns trajetos que muitas pessoas em seus rompantes, baseados em pensamentos que não vem da fé católica, se esquecem ou simplesmente ignoram pois nunca leram a vida completa de um santo que seja.
Portanto, vamos amadurecer na fé! Pois todos que se baseiam em sensibilidades, em sentir um quentinho no coração, acabam por abandonar a barca de Pedro em algum momento, quando não sentem mais nada e passam buscar em outros lugares, como alguém viciado em sensações. Se sua alma esta assim, sugiro que peça a Deus a cura para esse mal tão escravizante.
5. Você se anima para Adorar
© Alexandre Normand / Flickr
Quanto mais tempo você gasta na Adoração, descobrindo que Deus é um Deus que o ama e quer passar o tempo com você, mais você começa a desejar realmente ir adorar e ficar com Ele. Se a Adoração já tornou uma tarefa cotidiano para você, você pode se ver empolgado para ir! A adoração é aditiva, não apenas por causa das coisas que podemos ganhar para nós mesmos, mas porque fomos criados para adorar. Como dizemos na Missa, é “certo e justo” que devemos agradecer ao Senhor! A adoração está impressa em nossos corações e “nossos corações estão inquietos até encontrarem nosso descanso nele”! (Obrigado, Santo Agostinho!)
6. A graça entra em sua vida
© Theophilos Papadopoulos / Flickr
É incrível como um simples e curto período de Adoração regular faz uma diferença tão grande para o resto de sua vida. Você pode levar esse momento de estar em Sua presença com você muito depois de ter deixado a igreja ou a capela. Sua graça o sustenta em todos os momentos, especialmente nos momentos de tentação. A tentação torna-se mais fácil de resistir quando você está gastando mais tempo na Adoração.
7. Você percebe o quanto é afortunado
© Raffaele Esposito / Flickr
Se é tão simples para você entrar no carro e dirigir para Adoração na igreja, ou mesmo caminhar até a capela nas proximidades, você é afortunado e percebe isso. Há aqueles que gostariam de passar mais tempo com Jesus na Adoração, mas que são estão doentes ou ocupados. Depois, há pessoas ao redor do mundo que realmente arriscam suas vidas pela Eucaristia, em lugares onde são perseguidos por sua fé. Quando você se lembra daqueles que caminham por horas ou dias em situações perigosas para estarem presentes com Jesus, você percebe como é um presente poder orar abertamente, para não mencionar ter um sacerdote para ministrar os sacramentos. Gostando ou não dele, ele é um sacerdote e deve ser amado, afinal graças as mãos ungidas dele temos a Santíssima Eucaristia.
8. Você percebe que Deus tem senso de humor (e muito!)
© Michael Podger / Flickr
Quanto mais você puder sentar e deixar Deus falar com você (em vez de gastar todo o seu tempo preenchendo o silêncio com a conversa com Ele ou músicas fortes ou ministrações ou falatórios ou barulho), você descobrirá que Deus tem um enorme senso de humor. Ele gosta de uma piada ou duas, e às vezes esses momentos são divertidos o bastante para fazer você querer rir alto.
 
Lembrando que isso não é uma vivência mística, estou batendo muito nesse ponto, pois tem pessoas querendo vanglória em coisas corriqueiras da vida de oração, basta se atentar ao que Deus faz, nos sinais da vida cotidiana e simples que Ele dá, pra cair de rir com o humor Dele ao nos guiar.  E isso fica claro quando se tem uma vida de oração. Isso não é mistica sobrenatural, é vivência normal de quem se relacionada com Jesus ou se esforça. Pois Ele é Pai e nos orienta quando nos propomos a escutá-lo, Portanto, isso não é ver coisas, não é vê-lo literalmente contar piadas ou ainda uma locução interior, que muitos dizem que tem mais esta mais para uma atenção renovada sobre as coisas da vida, os acontecimentos e os chamados de Deus pela consciência, do que para locução interior.
Portanto, menos meu povo, mais humildade e menos fascínio em eventos sobrenaturaise visões. Como ensina São João da Cruz, que era místico de verdade, a alma que quer se unir a Deus deve buscar, nada, nada e mais nada em relação a benefícios e visões sobrenaturais. O mesmo diz Santa Teresa D’avilla que a alma que busca muito desses benefícios acaba árida. E ainda vale a observação de que verdadeiros místicos não saem por aí contando suas experiências, muito menos no microfone, eles são encaminhados para um bispo ou no mínimo um sacerdote por essas mesmas visões ou revelações e assim como ensinam os santos se isso não acontece pode ser muito bem ação de Satanás.
Portanto, vamos seguir os conselhos dos santos que pelo caminho rumo a Deus passaram antes de nós e se deram ao trabalho de nos deixar setas e não buscar sensibilidades, mas unicamente ver a Deus nas coisas corriqueiras e cotidianas, quer um milagre mais grandioso que esse? Essa é a forma de espiritualidade mais elevada que podemos almejar.
9. Você terá desejo de se confessar mais!
Isso pode parecer assustador, mas não é. A confissão nos permite experimentar o poderoso oceano ilimitado que é a piedade de Deus. Sua misericórdia engole todos os nossos pecados e nos dá um verdadeiro tipo de liberdade, uma liberdade sem medo, o que nos permite dar um salto ao Seu amor e bondade, com todos os seus planos perfeitos para a nossa vida. Ir à Confissão reforça o conhecimento de que estamos pulando nos braços de um pai que nos ama muito e “nunca se cansa de nos perdoar”. (Papa Francisco).
Quando mais nos aproximamos de Deus mais consciência de nós mesmos temos.
10. Você se apaixona
© François Philipp / Flickr
Nas pinturas antigas a alma sempre era representada pela mulher e Deus pelo homem. Seu encontro  nas pinturas era o encontro da alma com o Criador.
Quando você passa mais tempo com um coração aberto na Adoração e simplesmente deixa Cristo te amar, então você também se apaixonará. Esse amor irá definir você e permitir que você seja você mesmo.“Eu vim para que tenham vida, vida em toda a sua plenitude” (João 10:10).
A Adoração verdadeira transforma tudo interiormente e externamente. Essa deverá ser nosso norte para observar a adoração que fazemos, será ela realmente adoração, nos transforma, muda? Como água em vinho no silêncio do líquido que passou de um barril para outro?
(via Salus in Caritate)
Compartilhar
Comentar
Boletim
Receba Aleteia todo dia