Aleteia

O que a Igreja ensinou a Ed Sheeran

Compartilhar
Comentar

O cantor mais ouvido no Spotify em 2017 aprendeu música na igreja que frequentava

Ed Sheeran é o artista mais ouvido na plataforma global do Spotify em 2017. O jovem cantor britânico teve uma média de 47 milhões de ouvintes por mês e mais de 6,7 bilhões de reproduções.

Edward Christopher Sheeran nasceu em Hebden Bridge em 1991. Poucos sabem, mas seu primeiro contato com a música foi graças à Igreja Católica. Em Framlingham, ele passou sua infância no templo paroquial e já aos 4 anos costumava cantar na igreja.

Lá também aprendeu a tocar guitarra (aos 11 anos) e aperfeiçoou a sensibilidade em suas canções, que o fizeram famoso.

Em uma de suas músicas, ele faz uma homenagem aos seus avós e à Irlanda, onde eles nasceram. Os avós de Ed se conheceram durante a Segunda Guerra Mundial e, segundo o que ele mesmo conta, foram uma espécie de Romeu e Julieta irlandeses.

“Um era protestante e de Belfas; o outro católico do sul da Irlanda. Eles fizeram um compromisso, mas ninguém foi ao casamento. O casal derreteu todos os seus dentes de ouro e os transforam em um anel de casamento. Pegaram roupas emprestadas para se casarem. Tinham uma relação parecida com a de Romeu e Julieta”, afirma o cantor.

Mas a inspiração da música de Ed Sheeran não vem somente de suas vivências familiares. Outros nomes o marcaram, como Van Morrison, Bob Dylan, The Beatles, Eminem e Eric Clapton.

“Divide” é o álbum com que Ed conquistou o título de músico mais ouvido no Spoify em 2017.

Compartilhar
Comentar
Boletim
Receba Aleteia todo dia