Aleteia
Quarta-feira 21 Outubro |
São Bertoldo de Parma
Atualidade

Alemanha: duas pessoas morrem atingidas por rojões na noite de Ano Novo

NEW YEARS EVE,CELEBRATION

Matthias Schüssler | CC BY-SA 2.0

Agências de Notícias - publicado em 01/01/18

Duas pessoas morreram vítimas de rojões lançados na noite de Ano Novo na Alemanha, enquanto um menino ficou gravemente ferido, e pelo menos cinco pessoas tiveram a mão amputada – anunciaram a Polícia e os serviços de emergência nesta segunda-feira (1º).

No Twitter, a Polícia informou que, logo depois de acenderem os rojões, dois homens de 35 e de 19 anos morreram na explosão bem no rosto, no estado regional de Brandeburgo.

Nessa região, um garoto de 11 anos também ficou gravemente ferido, segundo a mesma fonte. O menor foi atingido por um rojão lançado por um grupo de entre seis a oito jovens que celebravam o Ano Novo, de acordo com o jornal regional “Märkische Allgemeine”.

Em Berlim, pelo menos cinco pessoas tiveram de ser amputadas, devido a graves ferimentos nas mãos provocados por rojões, ou por fogos de artifício. No total, 21 pessoas ficaram feridas, segundo serviços hospitalares.

Duzentos feridos nas Filipinas – Cerca de 200 pessoas ficaram feridas nas tradicionais celebrações de Fim de Ano nas Filipinas, apesar de uma diretriz presidencial destinada a restringir o uso de rojões.

Embora seja um país de maioria católica, por influência de superstições e de tradições chinesas, muitos filipinos acreditam que barulhos fortes possam afugentar maus espíritos. Por isso, abusam dos fogos de artifício, dos rojões e dos disparos para o alto.

Em junho passado, o presidente filipino, Rodrigo Duterte, sancionou um decreto estipulando que os rojões poderiam ser utilizados apenas nas zonas previstas pelas autoridades locais para este objetivo e sob a supervisão de pessoas treinadas para manuseá-los.

Segundo o ministro da Saúde, Francisco Duque, 191 pessoas ficaram feridas este ano. Entre elas, há um bebê de 11 meses. O número representa uma queda de 77% em relação à média dos últimos cinco anos.

“Estamos relativamente satisfeitos. Relativamente, porque ainda há muitos feridos, mas satisfeitos porque assistimos a uma redução substancial do número de feridos”, declarou ele à imprensa.

Continua depois da publicidade

“Acho que o objetivo final é abolir completamente os rojões”, completou.

Duque relatou que a maioria ficou ferida nas ruas de Manila.

(AFP)

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
Mundo
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
CARLO ACUTIS
John Burger
Como foram os últimos dias de vida de Carlo A...
violência contra padres no Brasil
Francisco Vêneto
Outubro de cruz para padres no Brasil: um per...
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
Pe. Gilmar
Reportagem local
Padre é encontrado após três dias desaparecid...
CHILE
Reportagem local
Duas igrejas são incendiadas durante protesto...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia