Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Aleteia

7 maneiras de como uma nova mãe pode lutar contra a solidão

Lonely Mother
Shutterstock
Compartilhar
Comentar

É normal, mas ainda precisamos de estratégias para superá-la e sair mais fortes do outro lado

Por que muitas mães se sentem tão sozinhas?

A maternidade é a coisa mais maravilhosa da vida, mas, para muitas mães, mesmo que se sintam incrivelmente abençoadas e maravilhadas, a solidão pode surgir.

Os hormônios desempenham um papel crucial: os níveis de estrogênio e progesterona caem abruptamente após o parto e podem desencadear altos e baixos. Mas também há muitos outros fatores que contribuem: acostumar-se a sua nova vida como mãe, cuidar do bebê e das crianças mais velhas, passar dias e noites focada em cuidar do recém-nascido, enquanto o corpo está assimilando tudo para voltar à normalidade… os desafios são muitos.

Não raramente, as novas mães se encontram lutando com sentimentos de solidão e ansiedade, exaustão, saudade de tempos passados, tristeza sobre as mudanças em seu corpo ou mudanças em seu casamento. Tudo é normal, mas precisamos de estratégias para superar esses sentimentos e sair mais fortes do outro lado.

Como lutar contra a solidão

  1. Seja sincera sobre como você se sente. Às vezes, é difícil para nós admitir que nos sentimos solitárias, porque deveríamos estar vivendo um momento alegre como novas mães. Identificar o problema é fundamental para que possamos agir.
  2. Cuide da comunicação com o seu marido. Pode ser que o seu marido nem perceba que você se sente solitária, e quando você contar para ele o que está acontecendo, ele terá a oportunidade de dar um passo à frente e ajudar. A comunicação, especialmente após o nascimento, é vital. Os maridos precisam de suas esposas tanto quanto nós precisamos deles. Fale sobre outras soluções possíveis com ele, e se você é mãe solteira, peça a seus amigos ou parentes para ajudá-la quando você precisar.
  3. Não se esqueça de cuidar de si mesma. Qualquer uma ficaria deprimida se permanecesse presa no pijama durante o dia todo. É fácil concentrar toda a nossa atenção nas crianças e esquecer de nós mesmas, mas precisamos lembrar que, se estivermos bem, as crianças se beneficiarão. Tome um bom banho, arrume-se da modo como a satisfaz, compre algumas roupas novas. Se você ficar bem, você se sentirá melhor.
  4. Cerque-se de outras mães que possam apoiá-la. Não há nada mais frutífero ou motivador que duas mulheres compartilhando suas experiências. É uma grande ajuda ter uma comunidade de pessoas que entendem o que você está pensando e está passando. Então precisamos conhecer outras mães!
  5. Saia de casa. Sair com ou sem o bebê (se você tiver uma babá). Dê uma volta ou tome café com uma amiga sempre que você tiver a chance. Não tem tempo para ligar para alguém? Participe de um grupo de apoio local.
  6. Skype ou FaceTime. Você pode manter um bate-papo por vídeo com seus parentes ou amigas. Você não precisa falar o tempo todo, mas apenas ver o outro durante o dia ou a noite pode fazê-la se sentir como se estivesse lá com eles, e isso pode aliviar os sentimentos de solidão.
  7. Fale com o seu médico se você perceber sinais de depressão. Você pode estar sofrendo de depressão pós-parto. Se duas ou três semanas se passaram e os sintomas pioram, ou se você ou seu marido perceberem que você está em estado de depressão, entre em contato com seu médico. Se você agir rapidamente, você pode evitar grandes angústias – a depressão pós-parto pode continuar por meses se não for tratada – e você terá uma experiência muito mais positiva da nova maternidade.