Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Receba o nosso boletim

Por favor, ajude-nos a manter este importante serviço. APOIE AGORA
Aleteia

Centenária igreja é dolorosamente derrubada para dar lugar a mina de carvão

igreja Immerath
Reprodução
Compartilhar

Protestos não surtiram efeito: mais um símbolo da fé cristã veio abaixo na Alemanha

A igreja de São Lamberto, em Immerath, no oeste da Alemanha, foi demolida nesta semana para dar lugar a uma enorme… mina de carvão.

Apesar dos grupos que faziam oposição à medida, o argumento que acabou “vencendo” foi o de que a localidade já tinha se tornado praticamente uma vila fantasma, reduzida a meras 7 famílias de moradores, e que a indústria mineira poderia proporcionar um novo impulso econômico à região.

No entanto, esse crescimento econômico se baseará em uma indústria considerada ecologicamente “suja”. Foi este fato, aliás, e não a destruição de um símbolo da fé cristã, o que gerou os protestos mais veementes.

Parte dos protestos também se deveu ao fator cultural, alegando-se que a igreja representava um patrimônio artístico merecedor de preservação.

No fim das contas, o fator fé, propriamente dito, foi o que menos atenção recebeu…

A igreja demolida era de 1891, mas, antes dela, já havia uma capela no local desde o século XII.

As famílias que restavam em Immerath foram realojadas em uma nova vila, construída a 8 quilômetros de distância. O local conta com uma nova igreja, mas, em comparação com o templo demolido, ela é considerada de bem menos beleza arquitetônica e muito menor simbolismo cristão.

A produção de energia elétrica na Alemanha ainda sofre grande dependência de fontes fósseis, notadamente do carvão, embora esta matriz seja fortemente criticada pelo seu teor poluente. As fontes renováveis passaram de cerca de 20% para 29,5% na Alemanha entre 2011 e 2016. A energia nuclear, mundialmente “baqueada” pelo acidente de Fukushima (Japão) em 2011, perdeu espaço, caindo de 17,6% para 13,1% no mesmo período. O carvão, por sua vez, permaneceu praticamente estável: ainda é a fonte de cerca de 40% da energia elétrica gerada no país.

Vários vídeos mostrando a demolição da igreja foram compartilhados nas redes sociais por usuários que, na grande maioria, lamentaram a decisão. Veja um deles:

__________

Fotos a partir do blog católico Senza Pagare

Milhões de leitores em todo o mundo – incluindo milhares do Oriente Médio – contam com a Aleteia para se informar, buscar inspiração e conteúdos cristãos. Por favor, considere a possibilidade de ajudar a Edição em Árabe com um pequeno donativo.