Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quinta-feira 23 Setembro |
São Constâncio
home iconReligião
line break icon

Papa conclui visita a Chile e Peru com missa multitudinária em Lima

POPE FRANCIS,CHILD,PERU

Osservatore Romano | AFP

Agências de Notícias - publicado em 21/01/18

No Peru, Francisco foi calorosamente acolhido pelos católicos, que foram em massa às ruas para recebê-lo

O Papa Francisco encerrou nesse domingo (21) sua visita ao Peru com uma missa multitudinária em Lima, em uma viagem iniciada no Chile.

O Papa precisou esperar a chegada ao Peru para sentir-se acolhido pelos católicos, que foram em massa às ruas para recebê-lo, diferentemente da frieza com a qual foi tratado no Chile por alguns setores da sociedade.

Visivelmente cansado depois de uma semana na qual percorreu milhares de quilômetros para visitar seis cidades nos dois países e com uma agenda cheia de atos, o papa alçou a voz para repreender e pedir unidade em uma Igreja, a peruana, desgarrada pelas facções.

Às religiosas da vida contemplativa do Senhor dos Milagres recordou que as “fofocas” nos conventos ameaçam a unidade da Igreja e comparou o hábito aos “terroristas, que jogam a bomba e vão embora”.

“Freiras terroristas não. Que mordam a língua!”, lançou o pontífice, arrancando gargalhadas e sorrisos de dezenas de religiosas.

Aos bispos disse: “trabalhem pela unidade, não fiquem presos em divisões que parcializam e reduzem a vocação”.

Em seu último dia em Lima, com uma população de nove milhões de habitantes, Francisco também rezaria ante as relíquias dos quatro santos peruanos que repousam na catedral – as do quinto, Francisco Solano, foram roubadas há 25 anos e nunca apareceram – e faria a oração do Angelus.

Ele terminaria a visita com uma missa multitudinária, para cerca de um milhão de pessoas, na base aérea de Las Palmas, sul da capital, antes de embarcar no voo de volta a Roma, encerrando sua sexta viagem à região em quase cinco anos de pontificado.

No Chile, país com a renda per capita mais alta da região, o papa tentou estancar as feridas de uma Igreja profundamente desacreditada pelos abusos sexuais de religiosos e que ofuscaram o foco na questão indígena, durante visita a Temuco (sul), e na migração, em Iquique (norte), que Francisco queria dar à primeira visita de um pontífice ao país em mais de 30 anos.

No Peru, onde sua figura apaixona os fiéis, a destruição da Amazônia, a corrupção, o crime organizado e o feminicídio, que convertem a América Latina na região mais violenta do planeta e menos segura para a mulher, foram os flagelos denunciados pelo papa em suas visitas a Puerto Maldonado (na Amazônia), Trujillo (norte) e Lima.

O Papa se reuniu com vítimas de abusos em Santiago, com as quais “chorou” por estas atrocidades, mas isso não o impediu de denominar de “calúnias” as acusações contra o bispo, do qual se despediu afetuosamente com um abraço em Iquique.

Após denunciar em Puerto Maldonado a violência contra a mulher e o tráfico de pessoas – a “escravidão moderna -, e visitar em Santiago uma prisão feminina, o papa condenou a “praga” dos “feminicídios” em Trujillo, atingida pelo tráfico de drogas e pela insegurança, e convidou a população a “lutar contra esta fonte de sofrimento, pedindo que se promova uma legislação e uma cultura de repúdio a toda forma de violência”.

Esta foi a primeira vez que saiu da boca do papa a palavra feminicídio, um crime de ódio, em um contexto de discriminação e violência de gênero que se dá majoritariamente nos lares e nas relações de casais, e um flagelo que custou a vida de milhares de mulheres na região.

Segundo a ONU, metade dos 25 países com mais casos de feminicídio no mundo é latino-americana.

(Com AFP)

Tags:
PapaPapa FranciscoViagem
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
Sangue de São Januário ou San Gennaro
Reportagem local
Milagre do sangue de São Januário volta a ser registrado em Nápol...
2
Vulcão Cumbre Vieja
Violeta Tejera
Vulcão Cumbre Vieja obriga pároco a evacuar capela às pressas
3
Jim Caviezel
J-P Mauro
Jim Caviezel presta uma homenagem eletrizante a Maria
4
Maria Paola Daud
O dia em que Nossa Senhora parou a lava do vulcão Etna
5
Exorcista padre Gabriele Amorth
Gelsomino Del Guercio
Os assombrosos diálogos entre o diabo e um exorcista do Vaticano
6
RECONSTRUCTED CHRIST
Lucandrea Massaro
Assim era Jesus: o misterioso Homem do Sudário, reconstruído em 3...
7
Oração católica para pedir chuva
Reportagem local
Existe oração católica para pedir chuva? Sim, e aqui vai ela
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia