Aleteia
Terça-feira 20 Outubro |
São Cornélio
Religião

Papa ameniza polêmica em seu retorno da América Latina

POPE FRANCIS

Vincenzo PINTO I AFP

Pope Francis answers journalists during a press conference on board of the plane on January 22, 2018, during his flyback of a seven days trip to Chile and Peru. / AFP PHOTO / Vincenzo PINTO

Agências de Notícias - publicado em 23/01/18

"Esta foi uma viagem, como se diz em espanhol, 'pasteurizada', como o leite, passando do frio ao calor e do calor ao frio"

O papa Francisco retornou nesta segunda-feira (22) da América Latina, após uma das viagens mais duras de seu pontificado.

O fervor dos peruanos presentes em massa para saudá-lo, em um país na qual a religiosidade popular é vibrante, contrastou com uma acolhida mais fria no Chile, onde os escândalos de abusos sexuais cometidos por clérigos mancham a imagem da Igreja, em uma sociedade cada vez mais secularizada.

“Esta foi uma viagem, como se diz em espanhol, ‘pasteurizada’, como o leite, passando do frio ao calor e do calor ao frio”, resumiu no avião.

Nesta segunda, o papa pediu desculpas às vítimas de abusos sexuais, após o escândalo provocado no Chile por seu apoio a um polêmico bispo, já que não há “provas” contra ele.

“O dia em que me derem uma prova contra o bispo Barros falarei com vocês. Não há uma prova contra ele. É tudo calúnia. Está claro?”, disse na quinta-feira passada a jornalistas chilenos.

Algo essencial “é o que as vítimas de abusos sentem. E devo pedir desculpas, porque a palavra ‘prova’ feriu muitas vítimas. Mas eu tenho que procurar a evidência. E peço desculpas. É uma ferida (feita) sem querer”, reconheceu de volta ao Vaticano.

No Chile, Francisco ganhou pontos ao expressar sua “vergonha” e ao receber duas vítimas de abusos, com as quais “rezou e chorou”, segundo o Vaticano.

“O caso de Barros foi analisado, reanalisado e não há provas. Foi o que eu quis dizer. Não tenho provas para condená-lo. E se eu o condenasse sem provas, ou sem certeza moral, cometeria um crime de mau juiz”, disse o papa, que acredita na inocência do bispo.

No sábado, o cardeal Sean Patrick O’Malley, que lidera uma comissão contra a pedofilia no Vaticano, destacou a sinceridade de Francisco, e afirmou que advoga pela tolerância zero à pedofilia na Igreja.

(AFP)

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
PapaPapa FranciscoViagem
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
st charbel
Reportagem local
Por acaso não está acontecendo o que São Char...
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
Ellen Mady
Para Jesus não existe novena melhor do que es...
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
ícone São Lucas Nossa Senhora Jesus médico
Reportagem local
Oração a São Lucas, evangelista e médico, pel...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
JENNIFER CHRISTIE
Jennifer Christie
Fui estuprada numa viagem a trabalho - e meu ...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia