Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Aleteia

Os 7 Cs da ética empresarial

ENTERPRISE
Compartilhar
Comentar

Como as empresas devem se mostrar à sociedade da transparência

Os estudos sobre ética empresarial têm um início: 1974. Foi na Universidade de Kansas, em um congresso dedicado ao tema. Na oportunidade, foi debatido o caso Watergate, que acarretou na renúncia do presidente dos Estados Unidos, Richard Nixon.

Dessa forma, desde o seu começo, a ética empresarial está ligada aos casos de corrupção ou más condutas. Entretanto, é necessário começar a vinculá-la aos casos positivos ou às boas práticas, como fez Carlos Maria Moreno Péres, no livro “Ética de la empresa” (em espanhol). Moreno é membro do EBEN (European Business Ethics Network) e colaborador do Instituto de Ética e Comunicação de Valência.

Para ele, existem sete Cs imprescindíveis no binômio “ética e empresa”:

  1. C de compartilhar

Na empresa, os valores têm que ser conhecidos e, principalmente, compartilhados por todos os seus integrantes. Tornar os profissionais cúmplices dos valores traz benefícios para todos.

  1. C de comunicação

A comunicação é um fator estratégico fundamental para a empresa. É preciso comunicar com integridade, sabendo o que se quer comunicar e a quem.

  1. C de consistência

Profissionais sólidos eticamente falando são uma boa garantia para a empresa. Em ética, não se pode ser cambaleante como uma chama ao vento. É preciso manter um rumo.

  1. C de coerência

Se o profissional é coerente no que diz e no que faz, terá mais credibilidade.

  1. C de consequência

Um valor importante a considerar é a repercussão do que uma empresa ou um profissional faz ou deixa de fazer. É preciso calibrar convenientemente as consequências de condutas e ações de qualquer profissional ou empresa.

  1. C de confiança

A confiança é um valor intangível sedimentado em comportamentos ao longo do tempo. A confiança se baseia no relacionamento que se constrói.

  1. C de compromisso

Em tempos líquidos, gasosos, voláteis e incertos, o compromisso parece pouco frequente. Em termos empresariais, costumam-se usar o orgulho e o sentido de pertinência ou engajamento ao fato de “amar” a empresa.

Moreno Pérez, doutor em Filosofia em graduado em Teologia, é pesquisador da Universidade Ramon Llull (www.url.edu) e sintetiza seis ideias úteis a respeito de ética empresarial:

– A ética está relacionada em fazer bem as coisas, o melhor que se possa e se saiba;

– A ética é baseada na liberdade;

– A ética tem a ver com uma realidade concreta;

– A vida humana é uma autoconstrução ética (Francesc Torralba);

– Os valores éticos estão relacionados à vida e ao modo de viver de qualquer profissional;

– Os valores éticos não podem ser como uma declaração de intenções: precisam ser dinâmicos e mover as pessoas e a cultura da empresa.