Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Domingo 07 Março |
home iconPara Ela
line break icon

O romantismo pode prejudicar suas chances de amor verdadeiro

WEDDING

David Thomaz-Unsplash

Luz Ivonne Ream - publicado em 13/02/18

Apaixonar-se é um sentimento maravilhoso, mas tenha cuidado para não ficar preso(a) nessa fase

Amar significa colocar todas as características de uma pessoa, boas e ruins, em uma escala e aceitá-la na sua totalidade. Significa apreciar tudo o que há na pessoa; promover suas virtudes, tolerar e minimizar seus defeitos; e apoiá-la para que com nosso amor, ternura, paciência e dedicação, ela possa transformar seus erros em boas decisões.

Amar exige decisão, exige o ato livre e consciente que vem da vontade e que é acompanhado por um sentimento: eu amo amar.

Mas se o amor é tudo e muito mais, por que existe o vício no amor romântico, se todo vício em si é algo ruim, e o amor é bom? Talvez estejamos falando sobre um paradoxo, mas essas situações surgem.

Quando você está se apaixonando, suas emoções e sentimentos aumentam e não são inteiramente precisos.

Nesse estado, ficamos confusos de alguma forma porque estamos imersos em uma euforia que não é realista; estamos cheios de expectativas, mas algumas são ilusões, baseadas no que criamos e fomentamos na nossa imaginação, não com base na realidade.

Assim podemos nos apaixonar pela ideia que formamos da pessoa, aquilo que desejaríamos.

O amor leva tempo, mas a paixão pode ser instantânea. O estado de paixão – que os especialistas dizem que dura uma média de 18 meses – é um fenômeno espontâneo fora da vontade; isso acontece. Nós não saímos na rua dizendo: “Hoje eu vou me apaixonar pela primeira pessoa que aparecer vestindo azul”. Não, isso não funciona assim.

Sem saber como ou quando, encontramo-nos apaixonados. De repente nos encontramos pensando nos aspectos positivos que gostamos na outra pessoa e deixamos de levar em conta seus defeitos.

O perigo começa quando nos entusiasmamos com o fato de “estar apaixonado(a)” por causa da sensação de euforia e entusiasmo que causa – vício no amor romântico – do que por causa da própria pessoa. Então, o que poderia ter crescido em verdadeiro amor se torna um ato egoísta. Quando o viciado parar de sentir o frio na barriga, ele ou ela termina o relacionamento e segue em frente.

Amar não se refere apenas a um sentimento. Os viciados no amor romântico se apaixonam por como eles se sentem quando estão apaixonados. Ou seja, são viciados nesse sentimento de euforia, o êxtase.

Muitas pessoas – e existe mais do que pensamos – são fãs de estar apaixonadas e terminam seus relacionamentos quando a magia de ter encontrado alguém novo desaparece; quando elas começam a encontrar defeitos. O que as agradou antes agora começa a incomodá-las.

A pessoa apaixonada tem dificuldade em se comprometer com a pessoa que atrai sua atenção; a pessoa apaixonada adora viver em um estado de deslumbramento perpétuo.

O amor sem afetações irrealistas é o mais puro e é aquele que traz mais alegria, porque é genuinamente centrado na pessoa amada, enquanto a paixão é, de alguma forma, egoísta, porque está focada em si mesmo, no que se sente.

Claro, é perfeitamente bom e normal sentir-se apaixonado(a) e experimentar tudo o que esse estado nos oferece. Além disso, essa sensação é bastante deliciosa.

O que devemos evitar – e é por causa disso que precisamos procurar ajuda profissional – é manter-se preso lá, querendo viver eternamente no estado eufórico e não nos deixar passar a uma forma mais profunda de amor. Ou seja, ser viciado no amor romântico, idealizado e sem vínculos com a realidade.

Tags:
AmorNamoroRelacionamento
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Top 10
1
MIRACLE
Maria Paola Daud
Mateo se perdeu no mar… e apareceu nos braços do pai
2
MADONNA
Maria Paola Daud
A curiosa imagem da Virgem Maria protetora contra o coronavírus
3
Reportagem local
Santo Sudário, novo estudo: “Não é imagem de morto, mas de ...
4
SAINT JOSEPH
Philip Kosloski
10 coisas sobre São José que você precisa saber
5
PADRE PIO
Philip Kosloski
A oração que Padre Pio fazia todos os dias ao Anjo da Guarda
6
Santo Sudário
Aleteia Brasil
Manchas do Santo Sudário são do sangue de alguém que sofreu morte...
7
BABY BORN
Reportagem local
Bebê “renasce” após ser batizado por uma médica
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia