Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sábado 31 Outubro |
Beato Domingos Collins
home iconAtualidade
line break icon

Afeganistão tem recorde de civis mortos ou feridos em atentados

AFP PHOTO / AREF KARIMI

Agências de Notícias - publicado em 15/02/18

Os civis afegãos são, mais do que nunca, vítimas de um conflito que parece não ter fim, com atentados que provocaram um número sem precedentes de mortos e feridos no país em 2017, segundo o relatório anual da ONU apresentado nesta quinta-feira.

Quase 2.300 civis morreram ou ficaram feridos em atentados no Afeganistão no ano passado, o balanço mais grave registrado durante o conflito no país, informou a ONU.

Um total de 57 ataques suicidas e outras formas de atentado deixaram 605 mortos e 1.690 feridos, anunciou a Missão de Assistência das Nações Unidas no Afeganistão (Unama) em seu relatório anual sobre as vítimas civis.

Os atentados se tornaram, ao lado das minas e outros artefatos explosivos, a primeira causa de mortes e ferimentos no conflito, à frente dos combates terrestres.

“Esta tendência se confirma em 2018”, destacou o representante especial da ONU Tadamichi Yamamoto, ao recordar que três grandes atentados na capital afegã e outro contra a ONG britânica Save the Children em Jalalabad (leste) deixaram mais de 130 mortos e 250 feridos no final de janeiro.

Cabul totaliza 16% dos mortos e feridos civis registrados longe dos campos de batalha.

Pelo quarto ano consecutivo, o balanço anual de 3.438 mortos e 7.015 feridos supera a barreira das 10.000 vítimas – 10.453 no total em 2017 -, apesar de uma queda de 9% na comparação com 2016, principalmente em consequência da redução dos confrontos diretos entre insurgentes e forças do governo.

“As pessoas morrem durante suas atividades diárias, quando viajam de ônibus, rezam em uma mesquita ou simplesmente passam ao lado de um imóvel em que acontece um atentado”, destaca o Alto Comissário das Nações Unidas para os Direitos Humanos, Zeid Ra’ad Al Husein.

Danielle Bell, diretora de Direitos Humanos da Unama, expressa preocupação com o aumento de ataques sectários contra a comunidade xiita e suas mesquitas, reivindicados pelo grupo extremista Estado Islâmico (EI), com “500 vítimas de atentados suicidas nos locais de oração, principalmente em Cabul”.

O informe da ONU atribui dois terços de todas as vítimas (65%) aos insurgentes (42% aos talibãs, 10% ao EI, 13% indeterminados), 13% às forças do governo e 2% às forças internacionais.

Com o aumento dos bombardeios aéreos afegãos e americanos contra posições dos talibãs e do EI, as vítimas de erros aumentaram 7% na comparação com 2016, com 295 mortos e 336 feridos, “o balanço anual mais grave das operações aéreas desde 2009”.

De acordo com a Unama, muitos morreram em ações das forças americanas, as únicas da coalizão que realizam operações aéreas: os bombardeios americanos deixaram 154 mortos e 92 feridos civis em 49 operações.

Ao mesmo tempo, a Unama elogiou a adoção pelo Afeganistão do Protocolo V da Convenção da ONU sobre a proibição ou limitação de algumas armas clássicas. Este protocolo, que impõe aos beligerantes limpar os campos de batalha de munições que não explodiram, deve permitir evitar vários ferimentos e amputações, que em 81% dos casos afetam crianças.

(AFP)

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Brasileira Simone Barreto Silva é vítima de ataque terrorista na catedral de Nice
Reportagem local
Brasileira é vítima no ataque terrorista na c...
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Reportagem local
França: atentado na basílica de Notre Dame em...
Pe. Robson de Oliveira
Francisco Vêneto
Defesa desmente Fantástico, da TV Globo, em n...
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
Reportagem local
Corpo incorrupto de Santa Bernadette: o que o...
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia