Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Receba o nosso boletim

Por favor, ajude-nos a manter este importante serviço. APOIE AGORA
Aleteia

Sabe a do católico que entrou no bar na Quaresma?

Compartilhar

Um pouco de humor cristão

O bom vinho e a boa cerveja, acompanhados da dose de prudência e temperança que lhes realça ao máximo o sabor, fazem parte da vida na Igreja há séculos e séculos. Aliás, dentre as melhores cervejas do mundo, muitas são de origem monástica. O alemão Bento XVI, por exemplo, é um apreciador da bebida mais popular do seu país natal.

©Harald OPPITZ/KNA-Bild/CIRIC

Você provavelmente já ouviu alguma das muitas piadas católicas que envolvem uns goles de vinho ou cerveja. A que contamos a seguir envolve chopp e Quaresma. Lá vai:

Um homem entrava no bar, pedia três canecas de chopp e ficava em uma das mesas dos fundos, tomando um gole de cada caneca até terminar as três.

Certo dia, o garçom resolveu perguntar:

“O senhor não me leve a mal, mas será que não preferiria que eu lhe trouxesse uma caneca por vez?”

O homem respondeu:

“Meu amigo, veja você. Eu tenho dois irmãos. Um foi morar na Europa e o outro na América do Norte. Quando saímos de casa, nós prometemos que beberíamos deste jeito para nos lembrar dos tempos em que bebíamos juntos depois do trabalho”.

O garçom achou que aquele era mesmo um bom costume e continuou a servi-lo daquele jeito, que já tinha se tornado conhecido por todos os outros frequentadores do bar.

Certo dia, porém, o homem entrou e pediu dois chopps.

Todos os clientes observaram e ficaram em silêncio.

Quando o garçom foi levar as canecas, disse ao homem:

“Eu não quero me intrometer no sofrimento do amigo, mas gostaria de oferecer as minhas condolências pela sua grande perda”.

O sujeito olhou meio confuso para o garçom durante alguns instantes e, quando entendeu a situação, riu e respondeu:

“Ah, não, não se preocupe, eles estão todos bem! É só que eu paro de beber durante a Quaresma”.

(Esta pode ser uma forma divertida de recordar aos amigos que, nestes 40 dias de preparação para a Santa Páscoa, todos podemos deixar de lado a bebida – mas a nossa e também a dos nossos irmãos! Que tal?)

Milhões de leitores em todo o mundo – incluindo milhares do Oriente Médio – contam com a Aleteia para se informar, buscar inspiração e conteúdos cristãos. Por favor, considere a possibilidade de ajudar a Edição em Árabe com um pequeno donativo.