Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Este padre enfrenta este penhasco todos os dias para chegar à igreja! #vídeo

Facebook
Compartilhar

Quando a fé (se) move (pelas) montanhas

O pe. Haylesilassie Kahsay é um sacerdote copta etíope que, nas íngremes montanhas de Gheralta, ao norte da Etiópia, caminha duas horas todos os dias e ainda escala um penhasco até chegar à igreja Abuna Yemata Guh, adornada com afrescos coloridos, coroada por duas cúpulas e… esculpida na rocha sobre o abismo.

ETHIOPIA PRIEST
BBC News
ETHIOPIA PRIEST
BBC News

O ancestral costume é fazer a subida de pés descalços e sem ajuda de nenhum tipo de corda: segundo a tradição cristã local, quem escala esses penhascos é protegido pelos “Nove Santos“, o pioneiro grupo de missionários que, a partir do século V, fomentaram o crescimento do cristianismo nas terras que hoje formam a Etiópia.

A igreja foi esculpida no penhasco por Santo Abuna Yemata, um dos Nove Santos, no século VI, quando ele chegou da Síria. Mas nem todos os nove pioneiros missionários vieram do mesmo lugar: alguns historiadores afirmam que uma parte deles pode ter vindo de Constantinopla ou de Roma.

A vida diária do pe. Haylesilassie Kahsay se resume a oração e trabalho. Ele se levanta ao amanhecer e trabalha em casa até as 6 da manhã. Depois de comer, ele começa a caminhada de duas horas para chegar à igreja. É então que a escalada começa, incluindo um trecho de 10 metros que é totalmente vertical. À BBC, ele afirmou:

“Eu não tenho medo quando subo para a igreja porque subo todos os dias. É muito difícil, mas acho que consigo superar”.

Quando chega finalmente à igreja, ele passa o tempo entre a oração e o estudo de livros antigos.

“Sou feliz lendo o meu livro o dia todo. É muito calmo aqui, realmente não há ninguém com quem falar. Você se comunica com Deus e compartilha os seus segredos com Ele. Assim a sua mente se torna livre e feliz”.

ETHIOPIA PRIEST
BBC News
ETHIOPIA PRIEST
BBC News

Durante séculos, os sacerdotes que cuidaram dessa igreja foram também sepultados nela – mas nenhum deles morreu no trajeto, nem tropeçou ou teve algum acidente durante a subida. O pe. Kahsay observa, sorridente:

“Os Nove Santos os mantiveram seguros”.

O vídeo

Já que, provavelmente, a maioria dos nossos leitores não vai viver a experiência desse trajeto, lá vai o vídeo para quem quer conhecer: