Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Receba o nosso boletim

Aleteia

Papa: Jesus jamais nos deixa sozinhos

AKCJA JEDEN ZA WSZYSTKICH
Materiały prasowe akcji "Jeden za wszystkich"
Compartilhe este artigo para ter a chance de ganhar uma peregrinação a Roma
Compartilhar
Compartilhei
Compartilhamentos

“Jesus mostra-se aos Apóstolos como é no Céu: glorioso, luminoso, triunfante, vencedor. E o faz para prepará-los para suportar a Paixão, o escândalo da Cruz, porque eles não podiam entender que Jesus seria morto como um criminoso, não podiam entender isso.”

Foi o que disse o Papa Francisco na homilia da missa celebrada na tarde deste domingo (25/02) na paróquia de São Gelásio, no bairro de Ponte Mammolo, periferia de Roma, ao explicar a página do Evangelho deste II Domingo da Quaresma em preparação para a Paixão, morte e Ressurreição de Cristo, que nos traz o episódio da transfiguração do Senhor.

Tratou-se da 16ª paróquia da Diocese de Roma a ser visitada pelo Papa Francisco desde o início de seu Pontificado. Mais uma vez, ocasião em que recebeu o carinho, afeto e manifestação de gratidão dos fiéis que calorosamente acolheram o seu pastor.

Muitos momentos de alegria, abraços e calor humano, apesar da chuva e do frio da tarde deste domingo em Roma: encontro com as crianças e os jovens da catequese e, em seguida, encontro com os anciãos.

Na homilia feita sem texto, Francisco explicou que Jesus triunfa mediante a humilhação, a humilhação da Cruz. Mas como isso seria um escândalo para os Apóstolos, Jesus lhes mostra o que vem depois, após a Cruz, o que nos aguarda, a todos nós. Essa glória e esse céu.

E isso é bonito é muito bonito, disse o Papa, “porque Jesus – e ouçam bem isso – sempre nos prepara para a provação. De um modo ou de outro. Essa é a mensagem, nos prepara sempre”, continuou. Ele nos dá a força para seguir adiante nos momentos de provação, e vencê-los com a Sua força.

Jesus não nos deixa sozinhos nas provações da vida: sempre nos prepara, nos ajuda, como preparou seus Apóstolos, com a visão da Sua glória. E assim eles recordarão isso para suportar o peso da humilhação. Esta é a primeira coisa que a Igreja nos ensina: Jesus nos prepara sempre para as provações e nelas está conosco, não nos deixa sozinhos. Jamais! – assegurou o Santo Padre.

A segunda coisa que podemos colher das Palavras de Deus: “Este é o meu Filho muito amado… Escutai-o”. “Não há momento da vida que possa ser vivido plenamente a não ser ouvindo Jesus.”

Prossigamos nesta Quaresma com essas duas coisas, exortou: nas provações, recordar a glória de Jesus, ou seja, que nos aguarda; e durante toda a vida, ouvir Jesus. No Evangelho, na liturgia, sempre nos fala; no coração. “Seguir adiante com a recordação – a recordação – da glória de Jesus, com este conselho: ouvir Jesus e fazer aquilo que Ele nos diz”, finalizou o Santo Padre.

(Rádio Vaticano)

Selecione como você gostaria de compartilhar.

Compartilhar
* O crédito para artigos compartilhados será fornecido somente quando o destinatário do seu artigo compartilhado clicar no URL de referência exclusivo.
Clique aqui para mais informações sobre o Sorteio da Aleteia de uma Peregrinação a Roma

Para participar do Sorteio, você precisa aceitar os Termos a seguir


Ler os Termos e Condições