Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Qual de todos os demônios é o mais maligno?

SATAN
Compartilhar

Quem vai nos ajudar a entender um pouco mais esta questão é Padre José Fortea, famoso exorcista espanhol

O Pe. José Fortea é exorcista em sua diocese na Espanha. É também conhecido por ter acompanhado um dos casos mais graves de Possessão Diabólica da Espanha, conhecido como o “Caso de Marta”.

Ele já esteve por algumas vezes conosco aqui na Canção Nova em Acampamentos de Cura e Libertação.

Vamos portanto à questão em si:

Quais de todos os demônios é o mais maligno?

“Poderia parecer que os demônios mais perversos têm de ser os de maior hierarquia, mas não é assim. Não há relação entre natureza e pecado. Uma natureza angélica da última hierarquia pode ser muito mais perversa que a de um anjo superior. O mal que pode cometer um ser livre não depende da inteligência nem do poder que possui. Colocamos como exemplo de malignidade o chefe da Tropa Nazista, Heinrich Himmler. Porém, não pode ser que algum de seus subordinados fosse pior? Certamente que sim.

Entre os homens vemos que pode existir alguém menos inteligente em um posto muito menor, mas muito mais perverso que um grande ditador. E o dito para o mal, vale para o bem. Um anjo da última hierarquia pode exercitar mais suas virtudes que um da mais alta hierarquia. Da mesma maneira que uma velhinha humilde sem estudos, que se dedicou aos serviços domésticos durante toda a sua vida, pode ser mais santa que um arcebispo ou o sumo pontífice.

Uma pergunta interessante que surge de tudo isso é se a hierarquia que nos fornece a Bíblia (anjos, arcanjos, principados…) é uma hierarquia da graça ou da natureza. Ou seja, os Serafins são os mais santos ou só os mais poderosos; é deles que brilha mais o fulgor da inteligência. Considero que se trata de uma hierarquia segundo a natureza, pois as descrições visuais dos quatro viventes ao redor do Cordeiro (os anjos de maior hierarquia) transmitem a impressão de poder e conhecimento, tal qual os nomes das nove hierarquias. Os nomes de ‘Principado’ ou ‘Potestade’, para citar dois exemplos, indicam mais poder. Alem disso, é mais simples fazer hierarquia da natureza do que da graça.”

(via Livres de todo mal)