Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

General norte-coreano conclui visita polêmica à Coreia do Sul

2018 OLYMPICS KOREA
Compartilhar

O general norte-coreano Kim Yong Chol concluiu nesta terça-feira uma visita polêmica à Coreia do Sul, onde compareceu à cerimônia de encerramento dos Jogos Olímpicos de Inverno no domingo.

O militar, responsável pelas relações intercoreanas no partido único que governa Pyongyang, se reuniu durante a manhã com o diretor do Serviço de Inteligência sul-coreano, Suh Hoon, e o ministro da Unificação, Cho Myoung-gyon.

“As duas Coreias concordaram em prosseguir com os esforços conjuntos para melhorar as relações bilaterais e estabelecer a paz na península coreana”, afirma um comunicado do ministério sul-coreano.

Os Jogos Olímpicos de Inverno de Pyeongchang possibilitaram uma aproximação entre os países vizinhos, simbolizado pela presença de Kim Yo Jong, irmão do líder norte-coreano Kim Jong Un, na cerimônia de abertura.

Esta foi a primeira vez que um membro da dinastia que governa Pyongyang visitou a Coreia do Sul desde o fim da guerra da Coreia em 1953.

Mas a visita do general Kim Yong Chol provocou a revolta da oposição conservadora sul-coreana, já que o militar é suspeito de ter ordenado o ataque com torpedos de 2010 contra a corveta sul-coreana “Cheonan”, ação que deixou 46 mortos.

O regime norte-coreano nega qualquer envolvimento no ataque.

(AFP)