Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sexta-feira 30 Outubro |
Santo Angelo de Acri
home iconEstilo de vida
line break icon

Por que a liderança inaciana virou moda nas empresas?

LEADERSHIP

nd3000 - Shutterstock

Miriam Diez Bosch - publicado em 02/03/18

Um guia das competências que todo líder deve ter, segundo o fundador da Companhia de Jesus

Liderança tem a ver com direcionamento. Ter preocupação com as pessoas e não só com as tarefas, proporcionar uma visão de conjunto, acompanhar, inspirar…

É por isso que o conceito de “liderança inaciana” se popularizou nas diretorias das empresas. O termo se refere ao exercício de recuperação das instituições praticado por Santo Inácio de Loyola e à forma como ele acompanhava as pessoas até o sucesso de uma determinada missão.

As dimensões da liderança inaciana servem para orientar tecnicamente os ocupantes de cargos de direção em relação aos valores e princípios relacionados com a tradição dos jesuítas. Elas foram extraídas do célebre escrito “Exercícios Espirituais” e de um texto menos conhecido: “Constituições da Companhia de Jesus e Normas Complementares”. Confira:

  1. Competências pessoais
  • Autoconhecimento: viver com confiança, buscar, em seu interior, a motivação para a liderança;
  • Autorregulação: gerenciar e encarar com serenidade as emoções;
  • Motivação: entender o cargo diretivo como um serviço, assumir os custos pessoais que isso implica e gostar de ser avaliado e de prestar contas de seu trabalho.
  • Espiritualidade: saber como Deus age em sua vida, ter realizado os Exercícios Espirituais de Santo Inácio e encontrar formas de colaboração para uma visão comum.
  1. Competências sociais
  • Relacionamento: estabelecer relações interpessoais afetivas com as pessoas, gostar de gente, ganhar o respeito e inspirar confiança;
  • Acompanhamento: cuidar das pessoas, promover o desenvolvimento integral dos colaboradores e seu comprometimento à missão da empresa;
  • Equipes: contribuir com a criação de um bom clima organizacional, fomentar a unidade, a coesão e a solidariedade internas, reconhecer as atitudes, os esforços e os resultados das pessoas;
  • Dimensão corporativa: delegar responsabilidades, motivar a comunidade e criar metodologias de trabalho participativas.
  1. Competências estratégicas
  • Conhecimento da missão: conhecer o legado de Inácio de Loyola e a tradição apostólica da Companhia de Jesus;
  • Ambiente: interpretar o contesto religioso, cultural, econômico, social e político em que está inserida a empresa;
  • Fé e diálogo: fomentar a criação de uma comunidade plural de pessoas, onde os crentes expressam sua fé e respeitam as ideias de quem não compartilha com ela;
  • Justiça e ecologia: analisar criticamente a realidade, em especial no âmbito em que se desenvolve a atividade da obra, impulsionar projetos de superação dos problemas sociais, como a inequidade, pobreza, exclusão e questões ambientais;
  • Estratégia: estabelecer diagnósticos, ser capaz de compreender e abordar os desafios para planejar e gerar uma estratégia comum com outras instituições jesuítas do seu setor e de outros setores apostólicos;
  • Gestão: procurar amar, servir, cuidar das pessoas e estar onde os outros não estão.
  1. Competências transversais
  • Decisões: tomar decisões por meio do discernimento espiritual inaciano e compreender as consequências dessas decisões;
  • Mudanças: liderar a elaboração e execução de projetos inovadores, incluir as pessoas na mudança, estimular a reflexão e a busca constante de melhorias.
  • Reflexão compartilhada: levar em conta a sabedoria e a experiência dos outros, promover encontros e reuniões com os colaboradores, aprender com a experiência e sistematizar sua reflexão.

O reitor da Universidade de Deusto [Espanha], José María Guibert, defende que “as organizações podem ser o caminho do bem. Mas, se não se cuidarem, podem ser fonte de mal-estar, desumanização, secularização e injustiça”.  Ele conta isso em seu livro: “El liderazgo ignaciano. Una senda de transformación y sostenibilidade” (“A liderança inaciana. Uma senda de transformação e sustentabilidade”). Desde 2010, o padre Guibert dirige um projeto de formação em liderança inaciana.

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
ReligiososVirtudes
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
OLD WOMAN, WRITING
Cerith Gardiner
A carta de uma irlandesa de 107 anos sobre co...
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
Reportagem local
Corpo incorrupto de Santa Bernadette: o que o...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia