Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Receba o nosso boletim

Por favor, ajude-nos a manter este importante serviço. APOIE AGORA
Aleteia

Como foi a cerimônia de casamento da Virgem Maria e São José?

Reprodução
Compartilhar

Conheça as tradições judaicas que nos permitem saber como foi esse momento tão especial

O casamento judaico era celebrado com muita solenidade. A noiva esperava o seu noivo toda enfeitada e coroada com flores na cabeça, acompanhada por suas amigas na casa do pai enquanto que o noivo dirigia-se à noite, acompanhado de seus amigos, para a casa da noiva.

Ali na presença dos convidados dava-se o início à cerimônia em que o noivo dirigia-se à noiva com estas palavras: “És minha esposa e eu sou teu esposo de hoje para sempre”. Em seguida começava a festa que podia durar até uma semana.

O matrimônio de Maria com José foi destinado por Deus para acolher e educar Jesus, e por isso exigia a máxima expressão da união conjugal, ou seja, o dom total e completo de um para com o outro.

Entre ambos existiu, como afirmou Bernardino de Bustis: “Um amor indivisível e santíssimo; de fato, depois de Cristo seu Filho, a Virgem puríssima não amou nenhuma outra criatura assim tanto como José e da mesma forma José amou Maria acima de qualquer outra criatura”.

Portanto, José como esposo viveu uma profunda experiência de comunhão intimamente ligado a Maria, conviveu com ela, partilhou com ela a sua vida e amou-a com um amor intenso, e da mesma forma foi Maria para com ele, tendo um sentimento natural de esposa, cultivando em seu coração sentimentos e afetos que eram destinados exclusivamente a José.

(Pe. José Antonio Bertolin, OSJ, via Família Católica)

Milhões de leitores em todo o mundo – incluindo milhares do Oriente Médio – contam com a Aleteia para se informar, buscar inspiração e conteúdos cristãos. Por favor, considere a possibilidade de ajudar a Edição em Árabe com um pequeno donativo.