Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Receba o nosso boletim

Aleteia

Quem são as 7 mulheres mencionadas na Oração Eucarística da Missa?

PRIEST AT ALTER
Compartilhe este artigo para ter a chance de ganhar uma peregrinação a Roma
Compartilhar
Compartilhei
Compartilhamentos

Conheça a história das santas mencionadas pelo padre depois da consagração

Quando o padre adota a Oração Eucarística I, ele tem a opção de recitar uma lista de santos antes e depois das palavras sagradas da consagração. Trata-se de uma lista antiga, que foi mudada poucas vezes ao longo dos séculos.

A primeira lista da Missa destaca a Santíssima Virgem Maria, São José, os 12 apóstolos e outros 12 santos da Igreja primitiva. Depois da consagração, o sacerdote recitará outra lista de 15 santos, incluindo sete mulheres. Mas quem são elas? Conheça um pouco sobre a vida destas santas:

– Santa Felicidade: foi uma jovem escrava do século II. Depois de ficar grávida, Felicidade foi perseguida pelos romanos por sua fé cristã e condenada à morte, juntamente com Santa Perpétua, na arena onde aconteciam os jogos públicos.

St Perpetua AND St Felicity
Fr Lawrence Lew, O.P. | CC BY-NC-ND 2.0

– Santa Perpétua: era uma nobre de Cartago e foi jogada na mesma prisão que Felicidade por se recusar a abandonar a sua fé cristã. Ela relatou sua experiência em um diário até o dia de sua morte.

– Santa Águeda: uma jovem que, em idade tenra, escolheu Jesus como seu cônjuge.  No século III. Águeda foi perseguida por ser cristã e colocada na prisão. Sofreu várias torturas até a sua morte. Foi altamente venerada na Igreja primitiva e acredita-se que, por sua intercessão, uma cidade italiana tenha sido protegida de um vulcão devastador um ano depois que ela morreu.

SAINTE AGATHA
Public Domain
SAINTE AGATHA: Originally from Catania (Italy), Agatha wanted to devote her life to Christ and remain a virgin. The Roman prefect of Sicily, who was attracted to her, tried to seduce her. She resisted his advances, so the prefect sent her to a brothel. Luckily, she managed to stay a virgin. She ended up being tortured: she was tied head down to a column, and her breasts were torn off with a pincer. On the following night, Saint Peter visited her in her prison and healed her. She ended up being dragged on hot coals until she died.

– Santa Luzia: Nascida no século III, Luzia dedicou sua virgindade a Cristo quando ainda era criança, mas sua mãe não estava ciente disso e arranjou um casamento para a menina. Ela se recusou por causa de seus votos. Porém, o homem com quem ela deveria se casar a denunciou por ser cristã. Isso a levou a um horrível martírio. Conta-se que seus olhos foram arrancados antes mesmo de ela ser morta.

LUCY
Public Domain

– Santa Inês: era filha de pais ricos e distintos membros da sociedade romana do século IV. Ela também se dedicou a Deus e se recusou a se casar. Aos 12 anos de idade, foi condenada à morte por sua recusa e por ser cristã. Seu nome significa “cordeiro” e, anualmente, em sua festa, dois cordeiros são abençoados pelo Papa. A lã deles é retirada na Quinta-feira Santa e, depois, utilizada na confecção do pálio que os arcebispos metropolitanos usam sobre os ombros.

AGNES
Public Domain

– Santa Cecília: Assim como Inês, Luzia e Águeda, Cecília era de uma família nobre do século II e também dedicou sua virgindade a Deus. Ela foi forçada a se casar, mas um anjo da guarda ajudou a preservar a sua pureza. Cecília foi condenada à morte por sua fé cristã e é popularmente conhecida como a padroeira da música por suas habilidades nesta arte. Diz-se também que ela frequentemente ouvia melodias do céu.

CECILIA
Public Domain

– Santa Anastácia: foi uma viúva romana do século IV. Depois da morte de seu marido, dedicou sua vida a atos de caridade e à prática de sua fé cristã. Durante a perseguição de Diocleciano, ela foi morta por suas crenças.

Public Domain via WikiPedia

 

 

Selecione como você gostaria de compartilhar.

Compartilhar
* O crédito para artigos compartilhados será fornecido somente quando o destinatário do seu artigo compartilhado clicar no URL de referência exclusivo.
Clique aqui para mais informações sobre o Sorteio da Aleteia de uma Peregrinação a Roma

Para participar do Sorteio, você precisa aceitar os Termos a seguir


Ler os Termos e Condições