Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Aleteia

10 curiosidades sobre São Tomás de Aquino

Compartilhar
Comentar

Repare na curiosidade de número 7. Quem diria, heim?

A festa deste grande santo e doutor da Igreja acontece no dia 28 de janeiro. São Tomás de Aquino é o padroeiro dos estudantes e das escolas católicas. Era filósofo e um dos teólogos mais brilhantes da história da Igreja Católica.

Quiçá por sua reputação de peso pesado intelectual, talvez ele nos intimide um pouco.  Como posso me identificar com um santo medieval que passou a vida imerso em livros e ensinamentos?

Mas o que poucos sabem é que Tomás foi um santo muito humano, um modelo para nós em vários aspectos. Ele era um gigante amável, conhecido por sua humildade e bondade com os outros.

Veja outras curiosidades sobre ele:

  1. Nasceu e foi criado em um castelo

Tomás pertencia a uma família rica de Roccassecca, Itália. Tinha três irmãos e cinco irmãs.

  1. Tinha medo de chuva

Quando ele tinha dois anos, sua irmã, que era bebezinha, morreu quando um raio caiu no quarto em que os dois dormiam. Depois disso, Tomás passou a levar consigo uma relíquia de Santa Inês e rezava por sua proteção quando chovia.

  1. Estudou no famoso Mosteiro de Monte Cassino

Permaneceu lá até depois da adolescência e, provavelmente, se converteu em oblato beneditino. Lá, Tomás aprendeu com os escritos espirituais de São João Cassiano e os levou por toda a sua vida.

  1. Fugiu de casa para seguir sua vocação

Sua família queria que Tomás permanecesse em Monte Cassino e que se tornasse abade, mas não aceitavam a vontade que ele tinha de ser dominicano. Para eles, a ordem era “inferior”, já que os dominicanos eram pregadores itinerantes e iam por toda a parte pedindo esmola. Os pais tentaram fazê-lo desistir, mas não funcionou.

  1. Era um obstinado

Quando sua família descobriu que ele tinha se juntado aos dominicanos, um grupo de soldados liderado por seu irmão Rinaldo capturou Tomás e o levou de volta para casa. Ele ficou um ano em uma espécie de sequestro, enquanto sua família tentava convencê-lo a abandonar seu sonho. Mas ele não o fez.

  1. Era chamado de “boi mudo”

Era conhecido dessa forma porque era muito quieto, quase não falava.

  1. Tinha uma letra horrível

Sua caligrafia era tão feia que a apelidaram de littera inintelligibilis. Por isso, se alguém criticar a sua letra, seja forte; pois você é como Aquino!

  1. Conseguia ditar a dois ou três assistentes ao mesmo tempo

Sua letra não importava tanto, pois normalmente ele ditava as coisas aos seus assistentes. Embora pareça incrível, está comprovado que Tomás conseguia ditar a vários deles ao mesmo tempo. Ele pensava muito mais rápido do que escrevia.

  1. Nunca criticava as pessoas; somente as ideias

O mais perto que esteve de criticar alguém em seus escritos foi quando qualificou de stultissimus a opinião de um tal de David de Dinant. A expressão significa algo como “que ideia estúpida!”. Portanto, era a ideia que ele criticava, não o autor dela.

  1. Era extremamente humilde e submeteu toda a sua obra para a valorização da Igreja

Pouco antes de morrer, disse: “ensinei e escrevi muito (…). Todos os ensinamentos que escrevi manifestam minha fé em Jesus Cristo e na Santa Igreja Católica, a cujo juízo os ofereço e submeto”.

Tags:
santos