Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Por que o Papa Francisco escolheu o dia de São José para iniciar seu pontificado?

SAINT JOSEPH STATUE
De Mminnano | Shutterstock
Compartilhar

Conheça os detalhes da devoção de Francisco ao pai adotivo de Jesus

No dia 19 de março de 2013, a Praça São Pedro em Roma aclamava o Papa Francisco ao início de seu pontificado a serviço da Igreja e do mundo. Nessa ocasião, o Pontífice disse: “Dou graças ao Senhor por poder celebrar esta Santa Missa de começo do ministério petrino na Solenidade de São José, esposo da Virgem Maria e patrono da Igreja universal: é uma coincidência muito rica de significado”.

“Também o Papa, para exercer o poder, deve entrar cada vez mais nesse serviço que tem o seu cume luminoso na cruz; deve colocar o seu olhar no serviço humilde, concreto, rico de fé, de São José e, como ele, abrir os braços para proteger a todo o Povo de Deus e acolher com carinho e ternura toda a humanidade”, destacou.

Meses depois, o Papa Francisco, através de um decreto da Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos, decidiu realizar uma pequena modificação nas orações da Missa para promover a devoção a São José.

Posteriormente, em uma cerimônia onde esteve acompanhado de Bento XVI, o Papa Francisco consagrou o Estado da Cidade do Vaticano a São José e a São Miguel Arcanjo.

Em 19 de março de 2014, voltou a fazer referência a São José dizendo que “é o modelo do educador, do pai e do sacerdote. Assim, encomendo à sua proteção todos os pais, os sacerdotes – que também são pais – e aqueles que têm um papel educativo na Igreja e na sociedade”.

Durante sua viagem às Filipinas no começo de 2015, o Pontífice fez uma reflexão sobre as três lições que São José dá às famílias do mundo inteiro: são o descansar no Senhor na oração, crescer com Jesus e Santa Maria e ser uma voz profética na sociedade.

Nesta ocasião, revelou um de seus segredos mais guardados. “Eu gosto muito de São José porque é um homem forte de silêncio. Na minha escrivaninha tenho uma imagem de São José dormindo e dormindo cuida da Igreja. Sim, pode fazê-lo, sabemos”, indicou o Santo Padre.

“Quando tenho um problema, uma dificuldade, escrevo um papelzinho e o coloco debaixo de São José para que o sonhe. Isto significa para que reze por este problema”, acrescentou.

No voo de volta de Estrasburgo (França) ao Vaticano, depois de sua visita ao Parlamento Europeu e ao Conselho da Europa, o Pontífice disse: “Todas as vezes que pedi alguma coisa para São José, ele me concedeu”.

(ACI Digital)