Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Receba o nosso boletim

Por favor, ajude-nos a manter este importante serviço. APOIE AGORA
Aleteia

O Papa Francisco ligou para a família de Marielle Franco?

© Antoine Mekary / ALETEIA
Compartilhar

Sala de Imprensa da Santa Sé se pronuncia sobre notícias veiculadas entre ontem e hoje

O portal de notícias da Santa Sé, o Vatican News, publicou hoje (quinta-feira, 22 de março) a seguinte nota:

Cidade do Vaticano

Devido às inúmeras solicitações que continuam a chegar à redação do Vatican News de língua portuguesa sobre um eventual telefonema do Papa Francisco à mãe da vereadora Marielle Franco nos dias passados, assassinada no Rio de Janeiro, pedindo confirmação ou não do mesmo, eis o que podemos dizer:

Segundo declaração nesta manhã de quinta-feira do Diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé, Greg Burke, “os telefonemas do Santo Padre são privados. A Sala de Imprensa não confirma, nem desmente”.

As notícias sobre o telefonema

Diversos portais de notícias nacionais e internacionais haviam publicado que o Papa Francisco tinha telefonado para a família de Marielle Franco, a vereadora carioca assassinada a tiros na noite de quarta-feira passada, juntamente com o motorista Anderson Gomes.

De acordo com a BBC Brasil, a irmã da vereadora, Anielle Silva, relatou que o Papa conversou com a sua mãe em um português “meio carregado”:

“Ele falou que sente muito e que está rezando pela família da Marielle. Ela ficou em êxtase. Minha mãe é muuuuuito católica”.

A filha de Marielle, Luyara, de 19 anos, tinha escrito no domingo (18) um e-mail para ser entregue ao Papa mediante o jornalista argentino Lucas Schaerer, da ONG La Alameda, com o assunto “Papa, reze pela minha mãe Marielle Franco“. A jovem escreveu, na sua mensagem a Francisco:

“Esse é um momento de muita dor, uma espada corta as nossas almas. Te peço que ore por nós, pelas mulheres, pelo povo negro, pela vida nas favelas do Rio de Janeiro, pela nossa cidade e pelo nosso país. São muitos discursos de ódio e precisamos de amor”.

Segundo a BBC, Lucas Schaerer respondeu a Luyara no mesmo dia, confirmando ter recebido a sua “emocionante carta ao papa Francisco” e dizendo que a encaminharia ao Pontífice naquele mesmo dia.

A notícia da ligação de Francisco também foi publicada no Facebook pelo diretor da mesma ONG, Gustavo Vera.

Milhões de leitores em todo o mundo – incluindo milhares do Oriente Médio – contam com a Aleteia para se informar, buscar inspiração e conteúdos cristãos. Por favor, considere a possibilidade de ajudar a Edição em Árabe com um pequeno donativo.