Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quarta-feira 27 Outubro |
Aleteia logo
home iconAtualidade
line break icon

‘Hora do planeta’ escurece grandes cidades em alerta climático

BUENOS AIRES

HalloweenHJB | CC0

Agências de Notícias - publicado em 25/03/18 - atualizado em 25/03/18

Depois da Ópera de Sydney e dos arranha-céus de Hong Kong, o Kremlin russo e a Torre Eiffel em Paris se uniram neste sábado (24) à “hora do planeta”, com 60 minutos no escuro para mobilizar contra a mudança climática e para a importância da proteção à natureza.

Esta “hora do planeta”, cuja primeira edição começou na Austrália em 2007, será acompanhada ao todo por milhões de pessoas em 187 países, que irão apagando suas luzes às 20h30 locais.

As torres Petronas de Kuala Lampur, a torre Burj Khalifa de Dubai, a Acrópolis de Atenas e a basílica de São Pedro em Roma se uniram ao evento mais uma vez.

Os organizadores apresentam esta manifestação como “o maior movimento que vem da base” pela luta contra a mudança climática.

“Seu objetivo é despertar a consciência pela proteção do meio ambiente e da fauna selvagem”, explicou à AFP Dermot O’Gorman, responsável para a Austrália da organização de proteção da natureza WWF, que coordena o evento ao redor do mundo.

O estádio olímpico de Pequim e as pirâmides do Egito também se juntaram à campanha.

A “hora do planeta” “acontece em um momento em que a população e a Terra se encontram sob pressão. As alterações climáticas vão ser mais rápidas que nós. Suas consequências são inquietantes”, explicou o secretário-geral da ONU, António Guterres, em um vídeo publicado no Twitter.

Neste ano, a mobilização se concentra nos efeitos da mudança climática sobre a biodiversidade e as espécies animais e vegetais.

Por mais simbólica que seja, esta campanha anual permitiu no passado alguns êxitos, como a proibição do uso de plástico nas ilhas Galápagos e a plantação de 17 milhões de árvores no Cazaquistão.

(AFP)

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Top 10
1
SANDRA SABATTINI
Francisco Vêneto
Primeira noiva em processo de canonização na história foi beatifi...
2
EUCHARIST
Reportagem local
O que fazer se a hóstia cair no chão durante a Missa?
3
Transplante de rins
Francisco Vêneto
Transplante de rim de porco em humanos: a Igreja tem alguma objeç...
4
Pe. Jonas Magno de Oliveira e sua mãe
Francisco Vêneto
Mãe de padre brasileiro se torna freira na mesma família religios...
5
Papa Francisco
Francisco Vêneto
Papa Francisco: “Tenho medo dos diabos educados”
6
As irmãs biológicas que se tornaram freiras no instituto Iesu Communio
Francisco Vêneto
As cinco irmãs biológicas que se tornaram freiras em apenas 2 ano...
7
Don José María Aicua Marín
Dolors Massot
Padre morre de ataque cardíaco enquanto celebrava funeral
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia