Aleteia
Quarta-feira 28 Outubro |
São Sálvio
Estilo de vida

Sobre o aquilo que o amor nos ensina

MAINS TENANT UN COEUR

© Shutterstock

Talita Rodrigues - publicado em 26/03/18

Será que a experiência do amor te ensinou a confiar ou a ter medo?

Hoje resolvi escrever sobre o amor e sobre tudo o que ele é capaz de nos proporcionar.

Muitos de nós já tivemos a oportunidade de amar alguém com todas as forças em algum momento de nossas vidas. Todos nós já fizemos o papel daquele que ama e daquele que é amado.

Vivemos ansiando pela experiência do amor. Pela experiência de amar e de ser amado. Mas o que fazer quando essa ânsia se torna prejudicial? O que fazer quando deixamos com que o outro tenha tanto efeito sobre nós?

Realizei estes questionamentos com base em experiências de pessoas que atendo e de relatos que escuto sobre o amor. Logo, comecei a perceber que o amor é capaz de nos proporcionar um pouco de tudo. Ele pode nos proporcionar a paz, mas também pode nos proporcionar um verdadeiro caos.

Ouço e vejo muitas pessoas com medo do amor, com medo da experiência incerta que ele nos proporciona quase sempre. Mas a questão é: temos medo do amor ou da experiência que ele pode nos proporcionar?

Amar exige que abramos mão de todas as nossas defesas para nos entregarmos a alguém por inteiro. Amar é despir-se de si mesmo, e confiar o que temos de mais precioso ao outro.

Quando confiamos o que temos de mais precioso ao outro e o outro não demonstra um cuidado especial, isso muitas vezes é motivo de verdadeira devastação dentro de nós.

É aí, que temos a oportunidade de experienciar outra coisa que o amor pode nos proporcionar: a dor. Um coração partido é capaz de nos fazer compreender que devemos estar totalmente dispostos a bancar com qualquer custo, pela decisão de amar.

Nunca sabemos quais serão os custos que virão pela decisão que tomamos. Talvez banquemos com coisas boas, e talvez não banquemos com coisas que, segundo nós mesmos, não são aquilo que esperávamos. O custo que vamos bancar por amar depende daquilo que o amor, naquele momento, nos proporcionar.

Quando criamos consciência disso, e nos abrimos verdadeiramente para o amor, aprendemos, crescemos e nos tornamos muito melhores do que éramos antes. Porque somente o fato de amar, por si só, já vale a pena.

Banque com a decisão – e com a dor – de amar, e o amor te proporcionará grandes aprendizados!

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
Amor
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
Pe. Zezinho
Francisco Vêneto
Duas emissoras brasileiras deturpam fatos em ...
Reportagem local
Corpo incorrupto de Santa Bernadette: o que o...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia