Aleteia
Terça-feira 27 Outubro |
São Fulco
Espiritualidade

“Via Mátris”: a versão da “Via Crúcis” baseada nas 7 Dores de Nossa Senhora

JESUS,MARY

Public Domain

Philip Kosloski - Reportagem local - publicado em 28/03/18

Uma belíssima tradição de contemplação e meditação para acompanharmos Maria nos momentos mais dolorosos da sua vida

Segundo uma antiga e popular tradição, a Santíssima Virgem Maria visitava todos os dias os lugares da Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus depois da Sua Ascensão ao Paraíso. Muitas outras tradições populares também recordam a presença fiel de Maria no seguimento de Jesus enquanto Ele carregava a Cruz até o Calvário.

Nossa Senhora foi a primeira que acompanhou Jesus no trajeto da Paixão, oferecendo o exemplo de com-Paixão que muitos cristãos procuraram imitar ao longo dos séculos.

Os franciscanos popularizaram a prática de repassar o caminho de Jesus na Sexta-Feira Santa mediante as suas Estações da Cruz, que formam a Via Crúcis (“caminho da Cruz”, em latim) ou Via Sacra (“caminho sagrado”).

Mas também foi se desenvolvendo outra forma de repassar esse trajeto: mediante o filial acompanhamento de Maria no seu sofrimento oferecido com fé, esperança e amor. Trata-se da Via Mátris Dolorósae (pronuncia-se “Doloróze”; quer dizer “Caminho da Mãe Dolorosa”), ou simplesmente Via Mátris (“Caminho da Mãe”), que foca nas Sete Dores de Maria – vividas não somente diante da crucificação de Jesus, mas ao longo de toda a sua vida.

As religiosas da congregação de Nossa Senhora das Dores comentam:

“O piedoso exercício da Via Mátris, inspirado na Via Crúcis, se desenvolveu e foi posteriormente aprovado pela Sé Apostólica. É um exercício piedoso que já existia de forma embrionária desde o século XVI, embora a sua forma presente venha do século XIX”.

São estas as Sete Dores de Maria, que compõem a meditação e contemplação da Via Mátris Dolorósae:

1ª Dor – A profecia de Simeão

prophecy of Simeon
Giovanni Bellini (circa 1430–1516)

Simeão os abençoou e disse a Maria, sua mãe: Eis que este menino está destinado a ser ocasião de queda e elevação de muitos em Israel e sinal de contradição. Quanto a ti, uma espada te transpassará a alma (Lc 2,34-35).

2ª Dor – A fuga para o Egito

Public Domain

O anjo do Senhor apareceu em sonho a José e disse: Levanta, toma o menino e a mãe, foge para o Egito e fica lá até que te avise. Pois Herodes vai procurar o menino para matá-lo. Levantando-se, José tomou o menino e a mãe, e partiu para o Egito (Mt 2,13-14).

3ª Dor – Maria procura o Menino Jesus perdido no templo em Jerusalém

Jesus Temple
William Holman Hunt (1827–1910

Acabados os dias da festa da Páscoa, quando voltaram, o menino Jesus ficou em Jerusalém, sem que os pais o percebessem. Pensando que estivesse na caravana, andaram o caminho de um dia e o procuraram entre parentes e conhecidos. E, não o achando, voltaram a Jerusalém à procura dele (Lc 2,43b-45).

4ª Dor – Jesus encontra a Sua Mãe no caminho do Calvário

WOMEN
Raphael-PD

Ao conduzir Jesus, lançaram mão de um certo Simão de Cirene, que vinha do campo, e o encarregaram de levar a cruz atrás de Jesus. Seguia-o grande multidão de povo e de mulheres que batiam no peito e o lamentavam (Lc 23,26-27).

5ª Dor – Maria ao pé da Cruz de Jesus

Junto à cruz de Jesus estavam de pé sua Mãe, a irmã de sua Mãe, Maria de Cléofas, e Maria Madalena. Vendo a Mãe e, perto dela, o discípulo a quem amava, disse Jesus para a mãe: Mulher, eis aí o teu filho! Depois disse para o discípulo: Eis aí a tua Mãe! (Jo 19,15-27a).

6ª Dor – Maria recebe Jesus descido da Cruz

PIETA
Annibale Carracci (1560–1609) | WIKIMEDIA

Chegada a tarde, porque era o dia da Preparação, isto é, a véspera de sábado, veio José de Arimateia, entrou decidido na casa de Pilatos e pediu o corpo de Jesus. Pilatos, então, deu o cadáver a José, que retirou o corpo da cruz (Mc 15,42)

7ª Dor – Maria deposita Jesus no Sepulcro

PIETA
Charles Le Brun (1619–1690) | WIKIMEDIA

Os discípulos tiraram o corpo de Jesus e envolveram em faixas de linho com aromas, conforme é o costume de sepultar dos judeus. Havia perto do local, onde fora crucificado, um jardim, e no jardim um sepulcro novo onde ninguém ainda fora depositado. Foi ali que puseram Jesus (Jo 19,40-42a).

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
DevoçãoJesusNossa SenhoraOração
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
SAINT MICHAEL
Philip Kosloski
Oração a São Miguel por proteção contra inimi...
São Padre Pio de Pietrelcina
Oração de cura e libertação indicada pelo exo...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia