Aleteia
Quinta-feira 22 Outubro |
São Moderano
Atualidade

A detenção de crianças migrantes é inaceitável

©ICMC

Miriam Diez Bosch - publicado em 30/03/18

O Vaticano reúne na ONU países e organizações de ajuda para criar um apelo comum

É inaceitável deter crianças pelo único “crime” (falso) de serem imigrantes, asseguraram países e instituições internacionais convocados pelo Vaticano na ONU para criar uma voz comum.

De fato, as consequências físicas e psicológicas da detenção de menores nessas circunstâncias são enormes: da ansiedade ao pesadelo, da depressão às dificuldades de desenvolvimento.

E o pior é que a detenção de menores não ajuda a gerenciar a migração nem é uma medida de proteção para ninguém.

Em vista desta descoberta, a Santa Sé encoraja o Pacto Mundial sobre Migração, que apresenta a exigência de acabar com a detenção de menores como um dos pontos mais urgentes (Holyseemission.org).

Para atingir esse objetivo, o representante do Papa junto das Nações Unidas, o Arcebispo Bernardito Auza, convocou em 21 de fevereiro, na sede das Nações Unidas em Nova York, uma mesa redonda com entidades relacionadas à migrações internacionais, como a Organização Internacional para as Migrações (OIM), Caritas, as agências das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) ou para os refugiados (ACNUR).

Muitos países se juntaram à reunião, para qual também foi convidada o network Aleteia.org, oferecendo seu apoio e reflexão. Entre eles, estavam os representantes da União Europeia, Alemanha, Brasil e Uganda.

Não há um documento conclusivo do evento, mas uma constatação: não existem crianças migrantes ou crianças não migrantes, as crianças são crianças e isso é suficiente. Seus direitos devem ser respeitados.

No ato, diferentes especialistas ofereceram números eloquentes:

  • 50 milhões de crianças atravessaram fronteiras;
  • 28 milhões de crianças foram deslocadas à força, escapando da violência e da insegurança;
  • Em alguns países, uma criança pode ser detida por até 190 dias, meio ano de sua vida;
  • Embora os menores de idade sejam acompanhados por suas famílias, correm o risco de serem sequestrados por gangues de traficantes e serem explorados;
  • Quando chegam aos países de destino, enfrentam deportação e detenções forçadas;
  • Mais de 100 países continuam detendo menores baseados em seu status de família migratória.

Preocupação do Papa Francisco

O Papa Francisco considera que essas crianças são “invisíveis e sem voz”, sem documentação, “escondidas aos olhos do mundo” (Cf. Mensagem para o Dia Mundial dos Migrantes e Refugiados 2017). 

Monsenhor Bernardito Auza, observador permanente da Santa Sé junto às Nações Unidas, disse que a migração e a situação das crianças é uma das prioridades da agenda vaticana.

O padre jesuíta Michael Czerny, subsecretário da Seção para os Migrantes e os Refugiados da Santa Sé do Departamento de Promoção de Desenvolvimento Integral Humano (Migrants-refugees.va) propôs três soluções:

  • Estar atento às melhores práticas para encontrar canais legais para o reagrupamento familiar.
  • Criar mecanismos de regularização que permitam às crianças viver com seus pais.
  • Oferecer oportunidades educacionais e de emprego aos mais jovens.

O padre Czerny explicou que a preocupação do Papa com o problema dos migrantes é tão forte que a seção para os migrantes do Vaticano é dirigida diretamente pelo próprio Francisco, um caso único no Vaticano.

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
FilhosRefugiados
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
CARLO ACUTIS
John Burger
Como foram os últimos dias de vida de Carlo A...
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
nuvens sinais
Reportagem local
Estão sendo fotografados "sinais do céu"?
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
st charbel
Reportagem local
Por acaso não está acontecendo o que São Char...
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia