Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Aleteia

As 8 curiosidades que as bonecas russas escondem

DOLLS
pikselstock/shutterstock
Compartilhar
Comentar

Você sabia que elas não são realmente russas e que a maioria delas se encontra nos EUA?

 

Uma dentro da outra, coloridas, diferentes umas das outras, imagem inconfundível e representativa da tradição russa. As bonecas Matrioska (também conhecida como Matryoshka ou Matriosca), no entanto, não vêm originalmente da Rússia. Sabe por quê? Descobrimos as oito principais curiosidades dessas figuras com tanto mundo interior.

  1. O criador das bonecas russas chama-se Savva Mamontov, que tinha como objetivo recuperar a arte popular dos artesãos russos. Apesar disso, a primeira Matrioska de oito peças foi atribuída a Vasiij Petrovic Zvëzdockin.
  2. Elas vêm do século XIX, embora pareça que suas origens se encontram no Japão, porque a ideia do criador das bonecas nasceu da observação de um objeto de madeira que Mamontov pediu do país do sol nascente. Tratava-se da representação de um sábio do budismo que continha outras quatro figuras em seu interior.
  3. No entanto, as caixas chinesas poderiam ser a origem autêntica, porque são de tamanhos diferentes e poderiam ter inspirado a figura do sábio japonês que mais tarde criou as bonecas Matrioska. Também os tradicionais ovos de Páscoa de madeira pintados poderiam estar em sua origem.
  4. Por muito tempo, o processo de confecção das bonecas Matrioska tem sido secreto, para evitar o plágio. A criação da Matrioska exige um trabalho de madeira muito preciso. A primeira parte que é executada é a menor.
  5. A palavra Matrioska vem do conceito latino mater. Em russo, Matrioska é um diminutivo do nome Matrena, que significa Matrone ou Maria. A Matrioska simbolicamente representa a figura materna, assim como a fertilidade e a força da mulher. Na verdade, a boneca maior é chamada Mãe e a menor Semente.
  6. A maior Matrioska do mundo foi construída em 2003, em Cameron, nos Estados Unidos e é composta por 51 peças. Normalmente, no entanto, uma Matrioska é composta de um mínimo de 3 peças e um máximo de 60. A China também abriga matrioskas gigantes.
  7. Foi reconhecida como um símbolo da Rússia por ocasião da Exposição Universal de Paris no ano de 1900, quando ganhou popularidade máxima e foi premiada a nível internacional.
  8. As clássicas bonecas russas são todas iguais, embora, ao longo dos anos, diferentes personagens de histórias e romances russos tenham sido representados nesse formato, também, e num sentido mais irônico, alguns personagens políticos ou famosos. Desde 2001, Moscou abriga um museu dedicado apenas a Matrioskas.

 

Aleteia Top 10
  1. Lidos
    |
    Compartilhados
  2. Ary Waldir Ramos Díaz / Redação da Aleteia
    Arrepiante! O Papa abraça o menino em prantos: …
  3. Ary Waldir Ramos Díaz / Redação da Aleteia
    Papa: por que devemos fazer o sinal da cruz nos …
  4. Gelsomino Del Guercio / Redação da Aleteia
    Franciscano na Síria: “Assad não usa armas …
  5. Todo de Maria / Redação da Aleteia
    Oração da manhã ao Anjo da Guarda
  6. Ary Waldir Ramos Díaz / Redação da Aleteia
    Arrepiante! O Papa abraça o menino em prantos: …
  7. Lucandrea Massaro / Redação da Aleteia
    O misterioso Homem do Sudário, reconstruído em …
  8. Alvaro Real / Redação da Aleteia
    Papa Francisco: “estou profundamente …
  9. Gelsomino Del Guercio / Redação da Aleteia
    Franciscano na Síria: “Assad não usa armas …