Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Papa Francisco precisará fazer cirurgia de catarata

POPE FRANCIS,EASTER
Andreas Solarus | AFP
Compartilhar

Ele mesmo deu a notícia, com sua característica naturalidade (e usando-a como ilustração para um importante conceito espiritual)

Com a sua simplicidade e espontaneidade mundialmente famosas, o Papa Francisco gosta de traçar relações entre a vida espiritual e as realidades humanas do dia-a-dia – afinal, é justamente no cotidiano que mais nos custa enxergar e contemplar as manifestações de Deus na prática.

E foi para ilustrar a nossa dificuldade de enxergar espiritualmente que ele comentou, de passagem, sobre um problema pessoal e natural de visão, que afeta milhões e milhões dos nossos irmãos:

“Na minha idade, surgem cataratas e, por isso, não conseguimos mesmo ver a realidade. No ano que vem eu vou ter que fazer a cirurgia”.

O comentário informal surgiu na Celebração da Ceia do Senhor, nesta Quinta-feira Santa, no presídio romano Regina Pacis, situado perto do Vaticano.

POPE FRANCIS,HOLY THURSDAY
Osservatore Romano | AFP

Foi lá que o Papa Francisco realizou o tradicional lava-pés. Mais uma vez, ele escolheu lavar os pés de pessoas que simbolizam o lema do seu pontificado, focado na misericórdia, na conversão do coração e no acolhimento dos nossos irmãos relegados às periferias da existência, sejam eles filhos pródigos ou aparentes “desconhecidos”.

As doze pessoas escolhidas eram presidiários de diferentes nacionalidades e religiões: quatro da Itália, dois de Marrocos, dois das Filipinas, um de Moldova, um da Colômbia, um da Nigéria e um de Serra Leoa. Desse grupo, oito eram católicos, dois muçulmanos, um ortodoxo e o outro budista.

Completando o paralelo entre a fraqueza de visão espiritual e a fraqueza da visão física, o Papa comentou:

“Assim acontece com a alma: o cansaço, as desilusões… Nunca se cansem de renovar o seu olhar, de submeter a alma à cirurgia diária dessas cataratas! É um belo esforço!”