Aleteia
Quinta-feira 22 Outubro |
São Moderano
Religião

“A impostura no ministério da Ordem”

PRIEST COLLAR

Pascal DelocheI Leemage

Vanderlei de Lima - publicado em 04/04/18

Recebemos, há alguns dias, o livro da Dra. Arlene Denise Bacarji que se intitula A impostura no ministério da Ordem: transtornos de personalidade e perversões no clero à luz da psicanálise e da psiquiatria. 2ª edição, 86 páginas.

A autora da obra é uma profissional graduada, mestrada e doutorada em Teologia, filósofa e mestre em Sociologia que se preocupa com o bem da Igreja (cf. p. 7), especialmente no que diz respeito à formação de novos clérigos: diáconos, sacerdotes e bispos.

Daí, decidiu, a partir de ferramentas da Psicanálise e da Psiquiatria, publicar esse livro-alerta, dado que para a escritora “existem fatores de ordem psiquiátrica que interferem nas relações intraeclesiais e que causam inúmeras confusões em sua imagem perante o Povo e a sociedade em geral” (p. 8).

No Prefácio, fica muito claro o objetivo da obra: “Não tenho jamais a pretensão de questionar o sacramento da Ordem; ao contrário, tenho a intenção de protegê-lo contra os impostores e as imposturas que lhe têm sido prejudiciais e que, inclusive, o ameaçam em relação à vivência fecunda do ministério sagrado”. Daí a delimitação do tema exposto por Arlene: “esse [este – nota do autor deste artigo] livro trata somente e apenas de pessoas com problemas de transtornos de personalidade e perversões”. (…) “Estou a falar aqui de uma parcela do clero, que não é a maioria, mas que gera um grande estrago na Igreja de Cristo. São os impostores e não os verdadeiros vocacionados” (p. 7).

A autora diz, na conclusão, esperar que seu “pequeno trabalho possa atingir alguns objetivos: esclarecer o ‘porquê’ de certas pessoas agirem de forma que não compreendíamos antes de ler sobre seus transtornos; trazer luz sobre essas atitudes; mostrar às autoridades da Igreja que estas pessoas fazem parte de um quadro patológico sem perspectiva de cura; diferenciar o pecador comum e normal dessas pessoas para o clero, de forma a evitar uma crise ainda muito maior daqui a alguns anos” (p. 82).

Embora, a Dra. Arlene deixe claro que seu trabalho não é um tratado profundo de patologias (cf. p. 81), examina as raízes da maioria dos problemas psicológicos na primeira infância; trata da chegada dessas pessoas portadoras de transtornos e perversões às fileiras clericais para, no capítulo 3, oferecer algumas possibilidades de saídas aos casos graves que tanto enfeiam a face humana da Mãe Igreja.

A grande maioria desses vocacionados problemáticos é – segundo a autora – dissimulada e enfrentar essas pessoas é deveras perigoso: “Qualquer denúncia contra elas as transforma em vítimas rapidamente e em algoz aquele que denuncia, inibindo assim as pessoas boas a denunciarem o que veem” (p. 41).

Sim, em linguagem popular, diríamos que “o feitiço pode virar contra o feiticeiro”, pois nem sempre o denunciante se sai bem. Ao contrário, “não são poucos os casos de pessoas boas que deixam sua vocação verdadeira por causa dessas situações, onde elas denunciaram e foram perseguidas e prejudicadas, como se fossem os vilões”. Isso em meio a perseguições – contra os bons vocacionados – nos piores níveis e, não raras vezes, com apoio dos superiores manipulados pelos perversos (cf. p. 41).

Nossa autora lembra também de “alguns seminários que fazem a seleção invertida: enquanto acolhem e chamam homossexuais, espantam os heterossexuais: a formação do chamado ‘lobby gay’, assim como também as questões relacionadas à parte financeira da Igreja, com desvios de dinheiro, rombos em dioceses pelos ecônomos e tantos outros comportamentos que nos deixam perplexos” (p. 71).

O tema é muito importante e merece ser estudado com atenção.

Vanderlei de Lima é eremita na Diocese de Amparo

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
LivrosPadressacerdocio
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
CARLO ACUTIS
John Burger
Como foram os últimos dias de vida de Carlo A...
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
nuvens sinais
Reportagem local
Estão sendo fotografados "sinais do céu"?
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
st charbel
Reportagem local
Por acaso não está acontecendo o que São Char...
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia