Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Aleteia

Amar é como…

HUG
Compartilhar
Comentar

Você ama alguém desse jeito? Então dedique este texto a essa pessoa!

Amar é como ficar embriagado, cambaleante em um sentimento poderoso que te derruba e te domina.

Amar é como estar viciado, sedento por uma companhia que você precisa e que retribui.

Amar é como ser amiga e inimiga do tempo. Cinco minutos podem parecer eternos quando quem se ama está ausente e pouco quando ela está presente.

Amar é como sorrir. É aquela sensação boa de enrugar os cantos do lábio e sentir que a felicidade real existe.

Amar é como estar feliz. Feliz por ter recebido aquela ligação calorosa no fim da tarde estressante, por receber um presente no dia dos namorados. Feliz por correr na rua para abraçar a pessoa. Por ter alguém para retribuir aquele sentimento.

Amar é como fazer planos. Fazer planos daquela viagem no fim do ano. Planos de acordar de manhã cedo e presentear o amado com um café na cama. Planos de simplesmente pegar o elevador de mãos dadas.

Amar é como dançar. Dançar colado, sentindo o coração do amado batendo como se fosse ao seu próprio peito. Dançar errando os passos, mas não sentindo que tem nada errado. Um tropeço em uma música pode se tornar uma ótima chance de roubar um beijo.

Amar é como correr. Correr para poder se despedir no aeroporto. Correr para chegar mais cedo em casa e poder ficar alguns minutinhos a mais com a pessoa. Correr para poder surpreender. Correr para poder encontrar.

Amar é como ouvir uma musica. Não, não qualquer música. Sua música favorita. Aquela música que você escuta todos os dias, mas não se cansa. Você não cansa de ouvir, não cansa de amar, de ouvir sua voz.

Amar é como cair. Cair na armadilha do amor e ficar por lá mesmo. Cair nos braços do outro em uma noite de tempestade. Cair no sono, mas se sentir seguro, pois braços de acolhem como um cobertor na madrugada.

Amar é como levantar. Levantar em uma manhã de domingo e ter um dia de folga. Levantar depois de uma queda, pois tinha alguém segurando seus dedos.

Amar é como ser imperfeito. Como aceitar as falhas do outro, sua humanidade. Aceitar o outro com suas manias, trejeitos e medos. Um aceitamento recíproco, leve.

Amar é como aproveitar os dias de chuvas. Os dias sem sol, ruins, molhados.

Amar é como lutar. Lutar pelo que acredita, pelo seu amor, por sua razão de amar.

Amar é como acreditar. Acreditar em dias melhores, em uma nova chance. Acreditar nessa paixão. Acreditar que passará os melhores anos com a pessoa que ama ao seu lado.

Amar é como o inexplicável. É ter tanto para falar, mas não conseguir explicar, É não encontrar palavras para se dizer o quanto se ama, encontrando nos beijos e nos toques do outro, na brevidade, palavras para o que não consegue formular.

Amar é como… Simplesmente e complexamente amar.

(via Prosa e Poesia)