Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Receba o nosso boletim

Aleteia

5 segredos para vencer a batalha espiritual

WOMAN CHURCH
Compartilhe este artigo para ter a chance de ganhar uma peregrinação a Roma
Compartilhar
Compartilhei
Compartilhamentos

Um caminho eficaz para vencer o demônio

Nestes dias, alguns acontecimentos me despertaram a sensibilidade para entender melhor a dinâmica daquilo que chamamos de BATALHA ESPIRITUAL.

Abaixo, seguem alguns princípios. Peço que os leiam até o fim.

1. LEGALIDADE. No reino espiritual, tudo é regido pelo princípio da legalidade. Quando o inimigo adquiriu um direito legal sobre qualquer área de sua vida, ele a utiliza como uma base a partir da qual vai conquistando outros territórios, até lhe dominar por inteiro. Identifique qual é o fundamento de legalidade que está nas mãos do inimigo. Pode ser um pecado, uma declaração negativa, uma palavra maligna que saiu de sua boca.

2. AUTORIDADE. Uma vez identificada a base na qual o inimigo se fundamenta, não tenha medo: você tem autoridade! “Eis que vos dou poder para pisar serpentes e escorpiões, e toda a força do inimigo, e nada vos fará dano algum” (Lucas 10,19). Jesus transferiu à sua Igreja, e portanto a você, o seu poder delegado e você foi constituído como oficial de justiça no Reino de Deus. O que faz um oficial de justiça? Dá voz de prisão, e o bandido está preso, por força da lei! Quando você diz que algo está proibido, está proibido; quando diz que está liberado, está liberado. O inimigo sabe que ele tem que obedecer.

3. FORTALEZA. Contudo, Jesus declarou que o diabo é “ladrão e assaltante” (Jo 10,1). Isto quer dizer que ele não irá se entregar facilmente. O inimigo adora dar o seu showizinho, gritar, aparecer, resistir, colocar obstáculo… Mas, não desista!, pois “o reino dos céus é tomado por esforço, e somente os violentos se apoderam dele” (Mt 11,12). Com o demônio sempre haverá luta, sempre haverá batalha, mas se você perseverar, você irá trancafiá-lo, e ele, totalmente amarrado, não poderá lhe causar dano. Por fim, ele tem que se render!

4. CONTRA-ATAQUE. Mesmo derrotado, ele sempre vai querer voltar. Como disse Jesus, ele volta e “traz outros sete espíritos piores do que ele” e, se a pessoa deixa entrar, “a situação final torna-se pior do que a primeira” (Lc 11,26). O inimigo sempre tenta encontrar uma brecha legal para retornar, trama, estuda, deseja encontrar uma estratégia para recuperar o terreno perdido. Mas, glória a Deus!, pois Cristo nos assiste “para que Satanás não leve alguma vantagem sobre nós, porque não ignoramos as suas maquinações” (2Cor 2,10-11). Nunca deixe de receber a inspiração do Espírito Santo!

5. VIGILÂNCIA. Por isso, precisamos sempre andar “sóbrios e vigilantes, pois o vosso adversário, o diabo, anda a vosso derredor como um leão procurando a quem devorar” (1Pd 5,8). Nunca baixe a guarda. O inimigo é safado e quer sempre achar algum espaço, mesmo que pequeno, para influenciar a nossa vida.

Não vacile. No Evangelho, Jesus nos afirmou: “assim como o Pai me enviou (em missão permanente, pela qual eu ainda sou responsável, do mesmo modo) eu também vos envio” (Jo 20,21). Você não está sozinho. O poder do Espírito Santo está à sua disposição para que você aprisione definitivamente o poder das trevas e goze das bênçãos da aliança e da sua posição de filho amado do Pai.

Selecione como você gostaria de compartilhar.

Compartilhar
* O crédito para artigos compartilhados será fornecido somente quando o destinatário do seu artigo compartilhado clicar no URL de referência exclusivo.
Clique aqui para mais informações sobre o Sorteio da Aleteia de uma Peregrinação a Roma

Para participar do Sorteio, você precisa aceitar os Termos a seguir


Ler os Termos e Condições