Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sexta-feira 30 Outubro |
Santo Angelo de Acri
home iconAtualidade
line break icon

Moscou pede 'garantias sólidas' a Pyongyang em troca de desnuclearização

KOREA

AFP PHOTO / Dong-A Ilbo

South Korea Unification Minister Cho Myung-Gyun (L) shakes hands with North Korean chief delegate Ri Son-Gwon (R) during their meeting at the border truce village of Panmunjom in the Demilitarized Zone (DMZ) dividing the two Koreas on January 9, 2018. North and South Korea began their first official talks in more than two years on January 9, focussing on the forthcoming Winter Olympics after months of tensions over Pyongyang's nuclear weapons programme.

Agências de Notícias - publicado em 10/04/18

A Rússia pediu nesta terça-feira à comunidade internacional que conceda “garantias sólidas” a Pyongyang em troca de sua desnuclearização, durante uma visita do ministro das Relações Exteriores norte-coreano a Moscou.

A visita de Ri Yong Ho a um dos principais aliados de seu país acontece em meio a uma reaproximação intercoreana iniciada nos Jogos Olímpicos de Inverno de Pyeongchang, na Coreia do Sul, seguida por um movimento diplomático inimaginável há alguns meses, quando Kim Jong Un e Donald Trump trocavam insultos e ameaças.

Ri Yong Ho não falou publicamente depois de ter sido recebido pelo chanceler russo, Serguei Lavrov.

À imprensa, este último saudou o “nível bastante bom” de cooperação entre Moscou e Pyongyang e elogicou “a normalização progressiva da situação, o fim das ameaças mútuas e a vontade de contato entre as duas Coreias e entre a Coreia Norte e Estados Unidos”.

Para o ministro russo, esse processo deve levar a um “acordo multilateral” sobre a segurança na Ásia Oriental, “incluindo a desnuclearização da península coreana” e que inclua “garantias muito sérias” para a segurança da Coreia do Norte.

Lavrov disse que aceitou um convite de seu colega a Pyongyang. Mas, segundo ele, a questão de um possível encontro entre Kim Jong Un e o presidente russo Vladimir Putin não foi abordada.

Como a China, a Rússia defende um diálogo com a Coréia do Norte com base em um roteiro definido pelas duas potências.

(AFP)

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Reportagem local
França: atentado na basílica de Notre Dame em...
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
Reportagem local
Corpo incorrupto de Santa Bernadette: o que o...
OLD WOMAN, WRITING
Cerith Gardiner
A carta de uma irlandesa de 107 anos sobre co...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia