Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Susan Boyle, Céline Dion e Andrea Bocelli: 3 vozes quase abortadas

Susan Boyle, Céline Dion e Andrea Bocelli
Reprodução
Compartilhar

As duas estrelas e o astro da música mundial estiveram a ponto de ter sua vida eliminada quando ainda cresciam no ventre materno

Susan Boyle

Susan Boyle
Reprodução

Quando Bridget Boyle, aos 45 anos, engravidou, os médicos consideraram a gestação de risco e por isso a aconselharam a abortar. A própria Susan, no entanto, explica por que sua mãe não seguiu a “sugestão”:

“Isso era impensável para minha mãe, uma católica devota. Eu só estou aqui porque ela teve fé”.

Durante o parto, uma cesárea de emergência, Susan sofreu falta de oxigênio e nasceu com pouco peso. Os médicos tiveram a inacreditável falta de sensibilidade e de bom senso de dizer à sua mãe:

“Susan nunca será nada, não espere muito dela”.

Em sua autobiografia, Susan disse que os médicos não deveriam ter feito esse comentário.

“O que eles não sabiam é que eu sou uma lutadora e tentei durante toda minha vida provar que eles estavam errados”.

Susan Boyle ganhou atenção internacional durante uma apresentação no programa televisivo “Britain’s Got Talent”, onde inicialmente foi vista com desdém e, ao começar a cantar com voz impactante, acabou dando uma épica lição a todos os que a tinham pré-julgado.

Seu primeiro álbum, “I Dreamed a Dream” (2009), bateu recordes de vendas no Reino Unido e totalizou quase 14 milhões de cópias vendidas no mundo. Susan ganhou dois Grammys e é conhecida por apoiar causas caritativas.

Céline Dion

Celine Dion
Anirudh Koul - Wikimedia Commons - CC BY 2.0

A mãe da cantora canadense ficou devastada ao saber que estava grávida pela 14ª vez e contou a um padre que pretendia fazer aborto. Foi o sacerdote quem a convenceu a não eliminar seu próprio bebê e a abraçar aquela vida que crescia em seu ventre. Céline reconhece:

“Devo a minha vida àquele padre. Quando a minha mãe superou a angústia, ela não perdeu tempo com autopiedade e me amou tão apaixonadamente quanto ao meu irmão mais novo”.

Andrea Bocelli

ANDREA BOCELLI
EAST NEWS

Quando estava grávida do bebê que se tornaria um dos mais aplaudidos e estimados cantores do mundo, a mãe de Andrea Bocelli foi hospitalizada com apendicite e, em função do tratamento, os médicos a aconselharam a abortar: o bebê poderia nascer com deficiências, foi a alegação. Mas a jovem mãe preferiu a vida e se recusou a ter medo. Graças à sua coragem e à sua opção pelo bebê, ela deu à luz uma das vozes mais capazes de emocionar audiências em todo o planeta.

Além da voz imponente e do exemplo pessoal de superação como deficiente visual, Andrea Bocelli dá frequentes testemunhos de sua fé católica.

ANDREA BOCELLI POPE FRANCIS
Alberto Pizzoli | AFP