Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Aleteia

O Batismo na Sagrada Escritura

BAPTISM
Marko Vombergar-ALETEIA
Compartilhar
Comentar

Antigo Testamento tem ao menos quatro passagens entendidas pelos cristãos como prenúncio do Batismo: Gn 1,2, o Espírito (sopro) de Deus agitava a superfície das águas (cf. Mt 3,16-17); Gn 7,7, Noé e sua família, na arca, foram salvos das águas do dilúvio (cf. 1Pd 3,20-21); Êx 14,5-31, os egípcios atravessam o Mar a pé enxuto (cf. 1Cor 10,2-4); Js 3,7-17, o Povo de Deus também atravessa o Rio Jordão sem molhar os pés; Êx 17,1-7, Moisés tirou água da rocha (cf. Jo 7,37-38). Além disso, em termos gerais, o banho de purificação – não do pecado, mas de impurezas do corpo – também já era conhecido e praticado (cf. Êx 19,10; Lv 14,47).

No Novo Testamento, João Batista prega às margens do Rio Jordão e realiza, em suas águas, um batismo de penitência que exigia, em preparação à vinda do Messias, um novo comportamento ético e a renúncia ao pecado (cf. Mc 1,4; Lc 3,3; Jo 1,25-33; 3,23-36). Tal rito – que não era sacramento – visava formar um grupo à espera do Messias e lembrava os antigos profetas ao tratarem de uma água purificadora das consciências (cf. Is 1,15-17; Ez 36,25-27; Jr 14,14; Zc 13,1; Sl 50,9, por exemplo).

Mais: o ato de batizar de João era um forte anúncio do sacramento do Batismo a ser trazido pelo Senhor Jesus. Ele, o Filho de Deus feito homem, batiza não apenas com água, como João, mas também com o Espírito Santo (cf. Mc 1,8; Lc 3,16-17; Jo 1,29-34), grande dom do Messias prometido pelos profetas (cf. Is 11,1-3; Jl 3,1-5; Is 32,14-15). Nesse contexto, o batismo que Jesus vai pedir a João não pode ser de conversão, pois Cristo, sendo o Santo por excelência, não tinha pecado. Quer Ele, então, com seu ato: a) santificar as águas para que portem a graça divina a quem é por elas banhado de forma sacramental; b) fazer-Se solidário com os pecadores para cumprir a justiça (cf. Mt 3,15) assumindo, como Cordeiro de Deus, o pecado do mundo para expiá-lo (cf. Jo 1,29-36); c) ser apresentado à humanidade como o Filho em quem o Pai põe todo o seu amor (cf. Mt 3,17; Mc 1,11; Lc 3,22), lembrando Is 42,1 (o Servo de Javé).

Depois do “Batismo de sangue” de Cristo, na cruz (cf. Lc 12,50) – de onde nascem a Eucaristia e o Batismo, ao jorrarem de Seu lado aberto sangue e água (cf. Jo 19,33-37) –, e da Sua ressurreição, o Senhor Jesus ordena aos discípulos que, em todo o mundo, preguem e batizem, em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo (cf. Mt 28,18-20; Mc 16,16). Quem, falando em regra geral, não renascer da água e do Espírito Santo jamais terá a vida eterna (cf. Jo 3,4). Afinal, a água é um símbolo muito lembrado por João: 4,7-15 (diálogo com a samaritana); 5,1-9 (paralítico curado nas águas de Betesda) e 9,1-41 (cura do cego na piscina de Siloé).

Chega-se, assim, ao livro dos Atos dos Apóstolos no qual se vê a ordem de Cristo sendo cumprida (cf. 2,37-38; 8,26-40; 9,18; 10,1-48; 16,14-15; 16,29-33; 18,8). Já em outros escritos do Novo Testamento, aparece a fundamentação teológica do Batismo sob vários ângulos. Ele é a participação na Páscoa (morte e ressurreição) de Cristo (Rm 6,1-14; 1Cor 15,45-49); o alistamento no combate por Deus (cf. Rm 6,23-24); o revestimento de Cristo (cf. Gl 3,27; cf. ainda: Cl 3,9-10; Ef 4,20-24), a coerência com sua fé (cf. Cl 3,1-11; Tt 3,4-7), a recepção do Espírito Santo, dom de Cristo e penhor de vida nova (cf. 2Cor 1,22; Ef 1,13-14; 4,30; Rm 8,11-17), entrada na Igreja de Cristo (cf. 1Cor 12,13; Ef 4,5-6); serve ainda à purificação do Corpo místico de Cristo, a Igreja (cf. Ef 5,25-26; cf. 1Cor 6,11) e à iluminação (cf. Ef 5,11-14; Hb 6,4; 10,32). Também São Pedro trata da importância do Batismo desde 1Pd 1,13-4,11, mas forma muito enfática em 1Pd 2,2; 1Pd 3,18-22 e em 1Pd 1,3 e 2,9-10.

Reconheço que são muitas as citações. Contudo, recomendo que você as leia, de modo calmo e atento, a fim de melhor entender o valor do sacramento do Batismo.

Padre Bruno Roberto Rossi, Paróquia São Francisco de Assis

Aleteia Top 10
  1. Lidos
    |
    Compartilhados
  2. Giovanni Marcotullio / Francisco Vêneto
    Entre insultos estarrecedores à família, juiz …
  3. Prof. Felipe Aquino
    São Jorge é santo mesmo?
  4. Ary Waldir Ramos Díaz / Redação da Aleteia
    Papa: por que devemos fazer o sinal da cruz nos …
  5. Giovanni Marcotullio / Redação da Aleteia
    Aleteia está em Liverpool para acompanhar a luta …
  6. Giovanni Marcotullio / Francisco Vêneto
    Entre insultos estarrecedores à família, juiz …
  7. Ary Waldir Ramos Díaz / Redação da Aleteia
    Papa: por que devemos fazer o sinal da cruz nos …