Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Eu não quero um amor de uma única noite

COUPLE LOVE
Compartilhar

Para você que busca um amor de verdade

Algumas pessoas se vangloriam de amores passageiros. Sabe, daqueles que duram apenas uma noite? Daqueles que queimam, mas logo se apagam com a primeira brisa. Que jamais resistiriam uma tempestade.

Eu não suportaria isso.

Admito que ainda não encontrei “o cara”. Noites não compartilhadas não significa necessariamente solidão. Significam ter fé. Esperar que alguém que irá valer todas as manhãs e não se apagara quando as estrelas sumirem no céu. Fé que alguém vai querer compartilhar seus momentos de dor e sofrimento, suas lágrimas e explosões de energia e felicidade e não apenas seu corpo.

Alguém que não apenas vai decorar meu nome completo ou que minha cor favorita é azul. Um namorado que queira me conhecer bem mais do que essa primeira camada. Um namorado, não um “ficante”. Não quero alguém que me esqueça com um gole de café as seis da manhã e me deixe apenas com um telefone falso em uma folha borrada com as lembranças de outras.

Eu não sou uma garota para ser esquecida. Não sou um momento para ser perdido em pensamentos banais. Eu sou bem mais do que isso.

Muito mais.

Então, sim eu irei esperar. Esperar para que alguém especial apareça. O mundo é um lugar grande e sei que ele está em algum lugar lá fora, detrás das paredes, escondido sobre um semblante que reconhecerei dos meus sonhos. O tempo é indiferente, não tenho pressa.

Não tenho pressa para me sentir amada. Não tenho pressa para compartilhar meus melhores e piores dias, para aguentar os desabafos e rir até a barriga doer. Para dividir um café, escolher um apartamento, comemorar o dia dos namorados. Conhecer alguém o suficiente para saber que ele não é perfeito e que também pode se quebrar. O suficiente para não chorarmos mais escondidos apenas para o travesseiro… Confiamos um no outro.

Enquanto isso vivo meus dias calmamente, sem me incomodar com meu status de solteira. Se for para esperar trinta anos até encontra minha “cara metade”, esperarei. Não estou desesperada. Não quero amar alguém por uma noite.

Quero amar alguém por uma vida inteira.

(via Prosa e Poesia)