Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Receba o nosso boletim

Aleteia

6 dicas de ouro para você superar seus problemas

Feed My Starving Children CC
Feed My Starving Children CC
Compartilhe este artigo para ter a chance de ganhar uma peregrinação a Roma
Compartilhar
Compartilhei
Compartilhamentos

Do desafio ao sucesso: resiliência e superação pessoal

Boris Cyrulnik é um neurologista, psicanalista e psiquiatra francês. Ele lembra o grande valor da resiliência, ou seja, a capacidade que as pessoas têm de vencer períodos de dor emocional e situações adversas, e conseguir crescer depois disso.

Há momentos em que os nossos pensamentos, sentimentos e decisões diárias requerem mais atenção do que o normal. Costumamos associar os acontecimentos traumáticos ou difíceis a algo negativo e tendemos a sentir compadecimento ou lástima por nós mesmos ou pelas pessoas que estão passando por estes momentos. Isso é algo instintivo.

Entretanto, se fizermos uma análise, perceberemos que cada um desses momentos pode se transformar em uma oportunidade privilegiada de crescimento em diversos aspectos de nossa vida.

A resiliência é a habilidade de enfrentar essas adversidades e sair fortalecido dela. É o resultado de um processo dinâmico, que varia segundo as circunstâncias, a natureza da situação, o contexto e a fase da vida em que o indivíduo se encontra.

Geralmente, há uma série de características comuns às pessoas resilientes:

  1. Segurança em si mesmo e na sua capacidade de resolver os problemas;
  2. Clara presença de valores de vida e da certeza do apoio social;
  3. Atitude de ser a causa do que acontece ao seu redor;
  4. Aprendem tanto com as experiências positivas quanto com as negativas;
  5. Atitude positiva e criativa diante de novos desafios;
  6. Curiosidade e abertura a novas experiências.

Resiliência como fator de mudança de vida

O desenvolvimento da resiliência nos leva a potencializar contínuas mudanças positivas em nossas vidas. São as circunstâncias adversas e dolorosas que mais lições nos presenteiam e nos fazem operar:

– Mudanças em nós mesmos: essas situações fazem aumentar a nossa confiança em nossas próprias capacidades de enfrentar as futuras adversidades;

– Mudanças nas relações pessoais: a vivência traumática pode fortalecer a união com as pessoas que estiveram presentes em momentos tão difíceis;

– Mudanças na filosofia de vida: as experiências difíceis tendem a sacudir as ideias sobre as quais construímos nossa versão do mundo. Nós tendemos a mudar a escala de valores e dar mais ênfase ao que realmente merece.

Alguns conselhos para você desenvolver a resiliência na sua vida

Segundo a Associação Sociológica Americana, há seis coisas que podemos fazer para sermos mais resilientes:

  1. Potencializar as relações afetivas: temos que permitir receber ajuda mais do que nunca e estabelecer vínculos afetivos com familiares, amigos e pessoas que são importantes para nós. Ajudar aos outros também pode ser benéfico para fortalecer a resiliência;
  2. Evitar enxergar os fracassos como obstáculos ao crescimento: não dá para evitar que certos acontecimentos que nos machucam apareçam em nossa vida. Mas podemos decidir sobre a maneira como vamos interpretá-los e o modo de reagirmos a eles;
  3. Concluir ações decisivas: em situações adversas, procure soluções e aja da melhor maneira possível, segundo as circunstâncias. Você sentirá que estará fazendo algo produtivo para mudar a situação;
  4. Reagir, estimulando as atividades que fazem você se sentir melhor durante os momentos de crise e dor;
  5. Procurar oportunidades para se redescobrir: pense naquelas coisas que fizeram você aprender algo bom e em quais aspectos você melhorou. Você verá que o sofrimento não foi em vão e que você cresceu durante o processo;
  6. Cultivar uma visão pessoal positiva sem perder a esperança: confie em sua capacidade para resolver os conflitos pelos quais você está passando e na sua habilidade de enxergar o quão valoroso isso pode ser.

Selecione como você gostaria de compartilhar.

Compartilhar
* O crédito para artigos compartilhados será fornecido somente quando o destinatário do seu artigo compartilhado clicar no URL de referência exclusivo.
Clique aqui para mais informações sobre o Sorteio da Aleteia de uma Peregrinação a Roma

Para participar do Sorteio, você precisa aceitar os Termos a seguir


Ler os Termos e Condições