Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

O farol abandonado que virou torre de igreja

COLLIOURE CHURCH
Église de Collioure.
Compartilhar

O riquíssimo simbolismo do farol e do mar, muito presente na história cristã, se une aqui a outro símbolo poderoso: o dos sinos!

Literalmente de pés na água, a igrejinha francesa de Notre-Dame des Anges (ou Nossa Senhora dos Anjos) é a protagonista de uma rica e peculiar história. Construída a partir de 1684, ela é cercada de mar por dois lados. Mas por que foi construída praticamente dentro da água?

Na realidade, a sua torre é um antigo farol medieval, construído originalmente para indicar a posição do porto de Collioure, na Costa Vermelha da região francesa dos Pirineus Orientais. Entre os séculos XV e XVII, a cidade trocou de mãos sucessivamente, ora ficando sob a ocupação dos franceses, ora dos espanhóis. Em 1642, Collioure voltou às mãos da França e teve as suas fortificações modificadas por razões estratégicas.

Infelizmente, as mudanças na configuração da cidade levaram à destruição da igreja medieval de Santa Maria, localizada no topo de uma colina. Sem igreja, os habitantes pediram permissão para construir um novo edifício, quase ao mesmo tempo em que as autoridades decidiam suprimir o porto de Collioure e dar preferência ao de Port-Vendres, a três quilômetros dali, por ser mais profundo. O farol de Collioure, nesse contexto, acabou ficando abandonado.

Foi assim que, engenhosamente, a cidade aproveitou esse abandono para dar ao farol uma nova e nobre função: o povoado construiu a nova igreja contígua ao velho farol, que foi logo em seguida transformado na torre do sino.

Em 1809, o município decidiu dotá-lo de uma cúpula em estilo toscano.

© Par Florent Pécassou — Travail personnel

Apesar da aparência sóbria, a igrejinha de Notre-Dame des Anges tem uma decoração interior excepcional, que inclui um grande retábulo no estilo barroco catalão, esculpido em madeira e adornado com folha de ouro por Joseph Sunyer.

O simbolismo do farol e do mar é muito presente na história cristã, evocando a luz da fé que ilumina o nosso peregrinar em meio às ondas do mundo rumo ao porto seguro da vida plena em Deus. A linda e singela igreja de Notre-Dame des Anges reúne num mesmo e fascinante cenário toda a riqueza desses dois símbolos, unidos, além do mais, ao dos sinos, que nos chamam à união com Deus.

Quer se encantar com mais um significado fascinante? Então saiba o que quer dizer “paróquia”:

O fascinante sentido espiritual por trás da palavra “paróquia”

 

SHIPS IN THE OCEAN
Michael Huhardeaux | CC