Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Aleteia

Padre que viralizou ao cantar o Hallelujah em casamento surpreende novamente

KSIĄDZ RAY KELLY
YouTube
Compartilhar
Comentar

Incrível: padre cantor emociona o público do Got Talent britânico

A música “Everbody Hurts”, da banda americana R.E.M. é linda! E ficou ainda mais bonita na voz do padre Ray Kelly. O sacerdote irlandês, de 64 anos, resolveu interpretar este clássico no programa Got Talent, da TV britânica. “É uma canção muito próxima e muito querida ao meu coração. Quando você é padre, você entra em contato com a dor, com a alegria e com a felicidade também”, explicou.

Questionado pelos jurados do programa por que tinha se inscrito, ele afirmou que gostaria de ser o primeiro padre do Got Talent britânico. “Provavelmente será”, disse um dos participantes do júri.

E quando o padre soltou a voz, deixou a plateia e os exigentes jurados visivelmente emocionados. Incrível como a interpretação dele foi capaz de transmitir tão bem a mensagem de paz e esperança a que a letra se propõe. Um trecho da música diz: Don’t let yourself go, ‘cause everybody cries / and everybody hurts, sometimes” (“Não desista de si mesmo, porque todo mundo chora / e todo mundo sofre, às vezes”).

No fim da apresentação, o auditório ficou em silêncio e, depois, aplaudiu de pé o Padre Ray. Ele foi muito elogiado pelo júri, principalmente pelo famoso (e crítico) produtor musical Simon Cowell.

Claro que Ray Kelly conseguiu os quatro “sim” e passou para a segunda fase do programa (sorte nossa, já que vamos poder conferir outras apresentações do padre!). Veja a bela performance no vídeo abaixo (se o seu navegador não conseguir exibir, clique aqui para assistir).

 

O padre Ray já tinha emocionado o mundo inteiro quando interpretou, de surpresa, o célebre Hallelujah, de Leonard Cohen, em um casamento na Irlanda. A interpretação comoveu o casal e os convidados, que o aplaudiram efusivamente. O vídeo se tornou viral na internet. Clique aqui e assista mais este espetáculo do Padre Ray Kelly.