Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Receba o nosso boletim

Aleteia

O testemunho de Myrian

Compartilhar

Uma garota católica de apenas 10 anos de idade dá seu testemunho como refugiada

No Iraque, uma garota de 10 anos, refugiada iraquiana de Qaraqoush, testemunha como consegue enxergar a ação de Deus no meio do caos e da dor.

(Se não conseguir visualizar o vídeo, clique aqui)

“Myriam, dez anos, vive em um contexto onde a violência – ideológica e física – lhe tirou tudo. Mas todo o mal do mundo não consegue paralisar uma menina como ela. Por isso, representa um grande desafio educativo para nós: podemos criar filhos que, nesse contexto, possam viver diante dos desafios que precisarão enfrentar? Do que precisam para viver como Myriam? Que testemunho os cristãos perseguidos oferecem a nós, cristãos ocidentais? Do que precisamos para criar filhos capazes de viver como ela? Esse é um grande desafio. Esse é o grande desafio educativo. Qualquer que seja a possibilidade que temos de bloquear alguma coisa, a raiz última do desafio é esta: se a fé, qualquer que seja o contexto em que a vivemos, é capaz de resistir. Por isso, como dissemos nos Exercícios, “está no mistério da Ressurreição o cume e o ponto alto da intensidade da nossa autoconsciência cristã”. Nós precisamos que isso se torne cada vez mais carne da nossa carne para podermos comunicá-lo aos nossos jovens”.

Julián Carrón, na reunião de Escola de Comunidade do dia 17 de julho de 2015, em Milão.

(via Evangelização Digital)