Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Fotografia de “bebês arco-íris”: uma autêntica celebração da vida

RAINBOW BABY
Compartilhar

Conheça a mulher que se especializou em fotografia de bebês após ter uma gravidez complicada

Você sabe o que é um “bebê arco-íris”?

Trata-se daquele bebê que nasceu depois que a mãe sofreu uma gravidez complicada, um aborto espontâneo ou a morte prematura do filho anterior.

Assim como o arco-íris depois da chuva, esses bebês vêm para encher de cores a vida da família e trazer alegria depois dos momentos de dificuldade.

Anne-Marie, que sofre da síndrome do ovário policístico, conhece bem a agonia de uma maternidade difícil. Ela teve seu primeiro aborto natural em 2010, depois outro e, finalmente, deu à luz sua primogênita Kate. Logo também chegará a pequena Amélia.

Cada fotografia é única

Anne decidiu colocar seu talento como fotógrafa a serviço de uma causa importante para ela: especializou-se em fotos de “bebês arco-íris”.

Ela conversa com os pais, ouve suas histórias e monta uma decoração específica para cada ocasião.

Cada fotografia é única, pois cada bebê tem a sua própria história. Ao site Love What Matters ela desabafou: “eu sabia que a minha luta não seria em vão”.

Quando Anne conversa com clientes que sofreram perdas ou que ainda lutam para engravidar, ela lhes passa muito tranquilidade, pois a situação é bem conhecida. “Posso entender perfeitamente o que essas fotografias significam para eles. Deus é verdadeiramente incrível”, explica.

Ela acredita que Deus a abençoou. O projeto, para ela, é um presente do céu, um presente para celebrar a vida.