Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Como agradecer a um santo por uma graça alcançada?

WOMAN THANKING
Goncharov Artem | Shutterstock
Compartilhar

Confira 3 maneiras eficazes de demonstrar sua gratidão aos seus intercessores

Rezar para Santo Antônio de Pádua quando perdemos um objeto, a São José quando procuramos trabalho ou a Santa Rita quando temos grandes dificuldades: isso é o mais normal na vida de qualquer católico. Todos nós contamos com a intercessão dos santos para resolver tal ou qual situação.

Mas e depois? Será que nós agradecemos aos santos como deveríamos? Aqui há três maneiras para você demonstrar toda a sua gratidão a eles. Adote-as e encontre definitivamente a paz.

A oração

A oração é o primeiro dos agradecimentos. Não tem que ser complicada, mas, pelo menos, que tenha o mérito de concluir amavelmente o intercâmbio produzido com um ou outro santo para resolver uma situação ou encontrar uma solução para um problema. Agradecer através da oração é muito positivo, pois significa dar graças ao santo por tudo o que ele faz todos os dias por aqueles que o invocam e recebem as ajudas deles. Isso coloca o devoto em uma boa posição para conseguir sucesso nos próximos pedidos.

Acender uma vela

Trata-se de um gesto de muito respeito. Não é necessário que haja uma imagem ou uma capela do santo invocado. Colocar-se diante da chama é suficiente para rezar e meditar sobre a vida do santo e a nossa. É um gesto concreto de oração. A vela tem uma verdadeira conexão com a oração. A graça recebida através da oração se transforma em “calor interior” e em chama de esperança para os dias vindouros.

O ex-voto

Geralmente, trata-se de um objeto concreto, como uma estatueta, uma placa, um crucifixo, um quadro, uma camiseta, um volante de automóvel ou uma medalha que são depositados ou colocados nas paredes das igrejas do santo invocado. É um gesto de gratidão pelo pedido concedido, pela graça obtida por sua intercessão, uma espécie de agradecimento material para concluir o “pacto pessoal” feito com o santo.

As palavras “graças”, “ação de graças” e “gratidão” aparecem sempre nas inscrições dos ex-votos. Na era das mensagens de texto e correios eletrônicos, oferecer um ex-voto é um gesto significativo, e sua prática, que tinha caído em desuso alguns anos atrás, está novamente em alta.