Aleteia
Sábado 24 Outubro |
São Maglório
Atualidade

Papa se reúne no Vaticano com chilenos vítimas de pedofilia

PRESS

AFP PHOTO / Tiziana FABI

Agências de Notícias - publicado em 02/05/18

Decidido a reparar seus erros de avaliação nos casos de abuso sexual na Igreja do Chile, o Papa Francisco se reuniu com três vítimas, em separado, no Vaticano.

Detalhes das conversas serão divulgados nesta quarta-feira (2).

As três vítimas foram convidadas ao Vaticano depois que o papa pôs em xeque as denúncias contra o padre Fernando Karadima, acusado de abuso sexual, e em particular contra um de seus assistentes, durante sua viagem em janeiro ao Chile, gerando uma onda de indignação e protestos.

Hospedadas desde sexta-feira passada na Casa Santa Marta, a residência do papa dentro do Vaticano, as três vítimas do padre Fernando Karadima tiveram longas conversas de mais de duas horas com Francisco: primeiro em separado e, depois, todos juntos.

A imagem das três vítimas enquanto assistiam, de um lugar privilegiado, ao Ângelus dominical na praça de São Pedro, instalados com suas famílias em uma sacada do palácio apostólico, refletia a vontade do papa de lutar contra esse fenômeno, que causou a maior crise da igreja chilena.

Cinco anos depois de ser eleito para o cargo, a pedofilia continua sendo o calcanhar de Aquiles do pontificado de Francisco e um dos problemas mais graves que ainda tem de enfrentar, sobretudo agora, que um cardeal (o australiano George Pell) será julgado pela primeira vez, por agressão sexual.

O Vaticano havia antecipado que não emitiria comunicados sobre os encontros com os chilenos Juan Carlos Cruz, James Hamilton e José Andrés Murillo, porque “sua prioridade é escutar as vítimas, pedir-lhes perdão e respeitar a confidencialidade desses colóquios”.

Os três chilenos manifestaram, porém, sua comoção e esperança no Twitter.

O convite às três vítimas surgiu depois que o papa questionou suas denúncias contra Karadima, em especial contra um de seus assistentes, durante sua viagem em janeiro ao Chile. O sumo pontífice foi alvo de críticas e protestos.

No retorno ao Vaticano, o papa ordenou uma investigação sobre o caso e reconheceu publicamente que havia-se enganado e que havia sido mal-informado. Foi então que decidiu convidar as vítimas. A investigação está nas mãos do monsenhor Charles Scicluna.

(AFP)

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
Papa
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
SAINT MICHAEL
Philip Kosloski
Oração a São Miguel por proteção contra inimi...
Rosário
Philip Kosloski
Benefícios do Rosário: 3 virtudes que aprende...
Papa Pedro João Paulo II Bento XVI Francisco
Reportagem local
Pedro, João Paulo, Bento e Francisco: 4 Papas...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia