Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

O conselho de uma mãe que deixou o Papa Francisco sem reação

© ALESSIA GIULIANI / CPP
Argentina: Nossa Senhora de Luján. A devoção a Nossa Senhora de Luján tem relação com o Brasil. Às margens do rio Luján, os mercadores que vinham de São Paulo fizeram uma parada. No dia seguinte, os bois empacaram e nada os fazia andar. Só depois que o último caixote, justamente o que guardava a imagem, foi retirado do carro, os bois saíram do lugar. Todos entenderam então que era ali que a Virgem queria ficar.
Compartilhar

Ela não sabia como resolver um problemão que o filho estava enfrentando. Até que veio uma luz...

Qual mãe não se preocupa com os filhos?

Elas sempre querem resolver os problemas deles. Se fosse possível, os retirariam “com as mãos”. Tudo para ver aqueles que elas geraram e amam no caminho da felicidade.

Mas e quando a solução dos problemas está longe do alcance dessas guerreiras? Muitas se desesperam; outras, cheias de fé, sempre encontram um conselho assertivo para dar. Pedir a ajuda da Virgem Maria, que também é mãe, é uma excelente saída.

Foi o que aconteceu neste belíssimo caso narrado pelo Papa Francisco no livro Maria. Mamma di tutti (edições San Pablo, publicado na Itália):

“Lembro-me que, certa vez, no santuário de Luján [em Buenos Aires, Argentina], eu estava no confessionário, diante do qual havia uma longa fila. Havia também um moço todo moderno, com correntes, tatuagens e todas estas coisas. E ele veio para me dizer o que estava acontecendo. Era um problema grave, difícil. E me disse: contei isso a minha mãe e ela me falou: vá à Virgem e ela dirá o que você tem que fazer. Era uma mulher que tinha o dom do conselho. Ela não sabia como resolver o problema do filho, mas lhe indicou o caminho justo: vá à Virgem e ela lhe dirá. Este é o dom do conselho. Essa mulher humilde e simples deu ao filho o melhor conselho. De fato, o rapaz me disse: olhei para a Virgem e senti que tinha que fazer isso, isso e isso… Eu não tinha o que falar, a mãe dele já tinha ensinado tudo ao jovem. Vocês, mães, que têm este dom, peçam para os seus filhos. O dom de dar um conselho aos filhos é um dom de Deus.”

No livro, Francisco ainda fala sobre o verdadeiro significado das palavras proferidas na oração da Ave-Maria. Clique aqui para ler.