Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Receba o nosso boletim

Aleteia

Onde Maria viveu depois da Ressurreição?

MARY'S HOUSE
Compartilhe este artigo para ter a chance de ganhar uma peregrinação a Roma
Compartilhar
Compartilhei
Compartilhamentos

As Escrituras e a tradição nos dão algumas pistas...

Despois que Jesus ressuscitou dos mortos e subiu ao Céu, para onde foi a mãe dele? A Escritura não nos fornece um endereço exato, mas deixa várias pistas.

Acredita-se que, na época da morte de Jesus, José, seu pai adotivo, já tinha falecido, o que deixaria Jesus como responsável por sua mãe.

Por isso, quando estava prestes a morrer na cruz, Jesus designou um de seus discípulos para cuidar de Maria:

 “Quando Jesus viu sua mãe e perto dela o discípulo que amava, disse à sua mãe: Mulher, eis aí teu filho.Depois disse ao discípulo: Eis aí tua mãe. E dessa hora em diante o discípulo a levou para a sua casa” (João 19,26-27).

A maioria dos estudiosos da Bíblia concorda com uma tradição que diz que “o discípulo que ele amava” era João Evangelista. E, a princípio, parece que João cuidou de Maria em Jerusalém, como menciona do livro do Atos dos Apóstolos:

“Voltaram eles então para Jerusalém do monte chamado das Oliveiras, que fica perto de Jerusalém, distante uma jornada de sábado.Tendo entrado no cenáculo, subiram ao quarto de cima, onde costumavam permanecer. Eram eles: Pedro e João, Tiago, André, Filipe, Tomé, Bartolomeu, Mateus, Tiago, filho de Alfeu, Simão, o Zelador, e Judas, irmão de Tiago. Todos eles perseveravam unanimemente na oração, juntamente com as mulheres, entre elas Maria, mãe de Jesus, e os irmãos dele” (Atos dos Apóstolos 1,12-14).

Disso, infere-se que, pelo menos depois da morte, ressurreição e ascensão de Jesus, Maria viveu com os apóstolos em Jerusalém. Segundo uma tradição, foi também em Jerusalém que Maria morou o resto de sua vida, percorrendo o “caminho da cruz” todos os dias e relembrando os passos de seu filho. Essa tradição ainda diz que a assunção de Maria aconteceu em Jerusalém e os apóstolos foram testemunhas disso.

Atualmente, existe uma igreja construída perto do Monte das Oliveiras. Acredita-se que Maria tenha sido enterrada lá. O local é venerado pela Igreja Ortodoxa Oriental. Também há outro lugar em Jerusalém, a Igreja da Dormição, que é conservada pelos monges beneditinos. Em ambos os lugares, segundo a tradição, pode ter ocorrido a assunção de Maria.

Por outro lado, há uma tradição que situa João Evangelista na cidade de Éfeso. Muitos acreditam que, como João vivia naquela cidade, a Virgem Maria morou lá com ele. A crença ganhou força por causa das revelações privadas da beata Ana Catalina Emmerick, no século XIX, que fazia referência à casa de Maria em Éfeso.

Em 1981, a irmã Marie de Mandat-Grancey descobriu em Éfeso uma casa do século I, juntamente com as ruínas de uma igreja construída sobre elas no século IV. O lugar foi um destino popular de peregrinação para muitas pessoas, incluindo vários papas do século anterior.

Enfim, independentemente de onde Maria tenha vivido durante os dias finais de sua vida, quando ela ascendeu ao céu, virou nossa mãe e continua sendo a Mãe da Igreja, sempre intercedendo por nós diante de seu Filho.

Selecione como você gostaria de compartilhar.

Compartilhar
* O crédito para artigos compartilhados será fornecido somente quando o destinatário do seu artigo compartilhado clicar no URL de referência exclusivo.
Clique aqui para mais informações sobre o Sorteio da Aleteia de uma Peregrinação a Roma

Para participar do Sorteio, você precisa aceitar os Termos a seguir


Ler os Termos e Condições